Menu
SADER_FULL
sexta, 25 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Geraldo quer psicólogos e assistentes sociais em escolas públicas

23 Jul 2010 - 07h59Por Fátima News com a Assessoria

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) garantiu, durante reunião com um grupo de assistentes sociais de Dourados, que vai aproveitar o recesso parlamentar para intensificar as articulações, junto aos líderes de bancada no Congresso Nacional, no intuito de acelerar a apreciação do projeto de lei (PLC 60/2007), que dispõe sobre a obrigatoriedade dos serviços de psicologia e de assistência social nas escolas públicas de educação básica de todo o país.

Conforme o deputado, o projeto já foi aprovado pela comissão de Educação e Assuntos Sociais do Senado e aguarda agora a apreciação em plenário. Além de garantir total apoio à proposta, Geraldo informou aos profissionais que vai trabalhar para que o PCL 60 seja votado nas primeiras sessões deliberativas do Senado depois do recesso. Se aprovado, o projeto retorna à Câmara dos Deputados para votação do parecer do Senador Flavio Arns (PT-PR).

Conforme o deputado, a inclusão dos psicólogos e dos assistentes sociais entre os profissionais que atuam na educação básica será de fundamental importância para a melhoria da qualidade do ensino em todo o Brasil. Segundo ele, esses profissionais serão parceiros dos gestores, professores, outros trabalhadores e membros da comunidade escolar e trabalharão na implantação de projetos pedagógicos que promovam a inclusão social, a consolidação de escolas democráticas, bem como a mediação das relações sociais e institucionais.

“A aprovação desse projeto representa um avanço na educação e no mercado. O assistente social e o psicólogo na escola tiram do professor a enorme carga de lidar com questões que, às vezes, que fogem de seu objeto de trabalho, como o contato com a família, as mediações nas questões de violência, evasão e a articulação com a rede de serviços públicos”, ressaltou Geraldo.

Geraldo é um antigo defensor dos assistentes sociais na rede de serviços públicos. É de autoria do parlamentar o projeto de lei que prevê a inclusão dos profissionais de assistência social nas equipes do programa ESF (Estratégia Saúde da Família).

Atualmente a proposta está em tramitação na Comissão de Seguridade e Saúde da Câmara dos Deputados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso