Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Geraldo quer medidas emergenciais na segurança pública em Dourados

23 Fev 2010 - 10h27Por Fátima News com Assessoria

Deputado relata que onda de violência vem aumentando

 

pela sensação de impunidade dos marginais

 

 

 

O deputado federal Geraldo Resende está cobrando do governo do Estado ações emergenciais mais efetivas para conter a onda de violência que está assolando diversas cidades, entre elas, Dourados. Mesmo considerando que a administração estadual tem procurado dotar as polícias de melhores condições de trabalho, o parlamentar acredita que é necessária a realização permanente de atividades de policiamento repressivo e preventivo, com aparato e efetivo reforçado.

 

 

De acordo com o parlamentar, o sentimento de impunidade é tamanho que vem causando o aumento da violência e da ousadia dos marginais. Citou como exemplo assalto ocorrido neste final de semana em Dourados em que os ladrões aterrorizaram uma família inteira, mantendo-a refém por mais de seis horas para roubar veículos, jóias e outros objetos.

 

 

Embora elogiando a pronta ação da polícia que em poucas horas conseguiu prender a maioria dos ladrões, Geraldo Resende considera que a sensação de impunidade é que tem levado os marginais a se tornarem cada vez mais cruéis. O deputado acrescenta que os furtos em residências e em estabelecimentos comerciais na área central da cidade têm crescido assustadoramente na segunda maior cidade do Estado. “Recebi relatos de empresas que foram assaltadas várias vezes e os comerciantes já não sabem mais o que fazer”, explica.

 

 

Medidas

 

 

Além de policiamento ostensivo, Geraldo Resende considera indispensável a realização de blitze constantes em vários pontos da cidade com o objetivo de apreender armas e objetos roubados. Ações enérgicas contra as drogas, como o estouro de pontos de vendas, também são medidas sugeridas pelo parlamentar, além da realização de “pentes finos” constantes na penitenciária para evitar o ingresso de armas e aparelhos celulares.

 

 

Para Geraldo, é preciso aumentar o efetivo de policiais nas principais cidades do Estado, com um maior número de viaturas, mais combustível e armamentos. “A valorização profissional dos policiais, por meio de melhores salários e treinamento são indispensáveis para que possamos ter uma melhor segurança pública”, salienta.

 

 

Em contato com o governador André Puccinelli e com o secretário de Segurança Pública Wantuir Francisco Brasil Jacini, Geraldo relatou o quadro de insegurança em que a população douradense está vivendo. “Acredito que o governo do Estado vai se sensibilizar com essa situação e deverá anunciar medidas emergenciais nos próximos dias”.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada