Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Garotinho estuda anunciar apoio à candidatura de Alckmin

14 Jul 2006 - 16h00
Fora da disputa eleitoral deste ano, o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PMDB) vem negociando o apoio à candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência.

A última conversa com o candidato foi em junho. Segundo interlocutores de Garotinho, quem está a frente das negociações é o presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP).

Conforme as pesquisas internas do PSDB e PMDB, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vence com ampla vantagem o tucano no Estado. A avaliação é que o apoio de Garotinho pode ajudar a reverter este quadro.

"Se o Garotinho entrar na campanha vai dar uma virada muito grande na campanha do Alckmin no Rio", avaliou o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos interlocutores do ex-governador.

A decisão sobre o apoio à Alckmin, no entanto, ainda não está tomada. Aliados do ex-governador informam que ele pode anunciar apenas no segundo turno seu voto no tucano. O PMDB pró-Alckmin trabalha para que Garotinho já se decida no primeiro turno.

Depressão

O ex-governador estaria recolhido desde que foi impedido pelo PMDB de se candidatar ao Planalto. Interlocutores revelam que ele tem evitado exposições públicas e só recebe uma ou outra pessoa fora da família. Nem a política parece entusiasmá-lo. Os amigos contam que ele tem evitado temporariamente participar de reuniões partidárias.

Segundo um parlamentar ligado ao ex-governador, Garotinho deixou até mesmo de de tomar a frente das questões do partido, contrariando seu estilo.

Como a governadora Rosinha Garotinho (PMDB) não renunciou ao cargo, Garotinho não pode se candidatar a nenhuma outra vaga. É a primeira vez desde 1982 que ficará fora de uma eleição.

Esta seria a sua segunda candidatura à Presidência da República. Em 2002, ele concorreu pelo PSB e terminou a disputa em terceiro lugar com pouco mais de 15 milhões de votos.

Irritação

Nos últimos dias, Garotinho teria ficado ainda mais irritado quando soube que sua derrota na disputa pela pré-candidatura à Presidência da República foi comemorada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus aliados peemedebistas.

Na última terça-feira, durante jantar com a ala governista do PMDB, Lula comentou que o partido havia se "livrado" de Garotinho, quando conseguiu impedi-lo de manter sua candidatura à Presidência da República. De acordo com o presidente, o partido acertou em liberar a bancada e evitar a candidatura única.

 

 

Folha Online


Leia Também

BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)
FOTO: REDES SOCIAIS DESCARGA FATAL
Jovem morre ao desligar geladeira da tomada após queda de raio