Menu
SADER_FULL
domingo, 28 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Garota denuncia abusos sexuais em carta e pai é preso em SP

11 Dez 2009 - 15h22Por Terra

Um cozinheiro de 29 anos foi preso na noite de quarta-feira acusado de molestar a própria filha de 10 anos, após a criança escrever uma carta sobre os abusos e endereçá-la à professora da escola. A prisão aconteceu no Jardim Guarujá, zona sul de São Paulo.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os policiais foram chamados por dois professores da escola onde a vítima estudava. Eles contaram que a estudante escreveu a carta pedindo ajuda e dizia ter sido molestada no dia anterior, em sua residência e que sua mãe não acreditava nela.

Os pais foram chamados à escola, encaminhados ao Conselho Tutelar do M Boi Mirim e, posteriormente, levados ao 47º Distrito Policial (Capão Redondo), onde a ocorrência foi registrada.

Na delegacia, a vítima descreveu novamente os abusos praticados pelo pai, afirmando que ele agia na ausência da mãe. Diante do relato, o cozinheiro foi detido preventivamente pela prática de estupro de vulnerável.

A vítima realizará exame sexológico no Hospital Pérola Byington, através do Programa Bem-Me-Quer. A carta escrita pela menina foi apreendida para fazer parte do inquérito instaurado para apurar o caso.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho
MANIACO SEXUAL
Homem é filmado passando a mão em mulher no meio da rua
+ AUMENTO
Conta de luz deve subir mais de 20% no ano que vem, estima ANEEL