Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 20 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Futebol MS: Operário promete ir à justiça contra irregularidades em outros times

19 Mai 2011 - 15h45Por Mídia Max

Rebaixado novamente para a segunda divisão do Campeonato Estadual de Futebol, o Operário Futebol Clube promete acionar o TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) e o MPE (Ministério Público Estadual) para garantir a permanência  do clube na divisão de elite do torneio sul-mato-grossense.

A informação foi passada pelo presidente do clube, Tony Vieira. Segundo ele, o time sofre ‘perseguição’ dentro da própria Federação de Futebol.  O primeiro rebaixamento do time foi em 2009.

“É assim desde 2006. Ele quer fazer as coisas do jeito dele. A Federação não tem diretoria, só tem ele. O resto é ‘capacho’. Não cumpre nem estatuto”, acusa o dirigente, sem citar nomes.

No último dia 16, o clube foi punido pela Federação por utilizar um atleta irregularmente e perdeu 6 pontos. Caso a pena seja revertida pelo TJD, o Galo sobe na classificação e ainda tem chances, mesmo que remotas, de escapar do descenso.

Além disso, para garantir vaga na série A do ano que vem, Tony disse que acionará o Aquidauanense, que, segundo ele, “tem estatuto de escolinha de base, não é profissional”, e o MS Saad, pois “o time não existe”, referindo-se a supostas irregularidades na documentação do clube, já noticiadas no Midiamax em fevereiro deste ano.

Na ocasião, o Saad teria usado o CNPJ de outra empresa para contratar um atleta em 2008. Em contrato de trabalho válido até 2009, o clube informou à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) um número de registro que na verdade pertence ao Clube Atlético Kapital - que encerrou as atividades desde 2005.

Já o presidente do MS Saad, Romeu Carvalho de Castro, rebate as acusações e afirma que o CNPJ do clube é o mesmo há 50 anos, desde sua fundação, e que as informações do presidente Tony Vieira são ‘falsas e infundadas’.

“Isso demonstra só o desespero de um presidente de clube que não soube preparar seu time, e agora quer prejudicar o trabalho de quem faz bem, como nós e o Aquidauanense. Infelizmente, atitudes como esta de um presidente mancham a história bela e grande do Operário”, alfineta Romeu.

Em fevereiro, mediante consulta à base de dados da entidade máxima do futebol brasileiro, constatou-se que o MS Saad estava registrado e continua ativo, mas com o CNPJ que pertencia, na verdade ao Kapital, segundo a Receita Federal.

Romeu informou ainda que o CNPJ do MS Saad é 44.395.911/0001-30.

A reportagem tentou contato com o presidente do Aquidauanense, João Garcia, porém sem sucesso.

Caso o ‘tapetão’ tenha efeito, as equipes perderiam os pontos conquistados no torneio, mantendo o Galo na primeira divisão.

Em 2009, Operário havia tentado ‘tapetão’

Há dois anos, quando foi rebaixado pela primeira vez, o Operário tentou, através da justiça, se manter na divisão de elite do Estadual. Na ocasião, o clube alegou que o Rio Verde, penúltimo colocado do torneio, teria colocado em campo atletas irregulares com o terceiro cartão amarelo.  A justiça deu ganho de causa ao time do norte e o Galo teve que disputar a segunda divisão em 2010.

Na ocasião, o Galo também era comandado pelo técnico pelo técnico Rudinei Lucas, o mesmo que dirigiu a equipe durante boa parte do torneio este ano, mas deixou o cargo para o atacante Marco Antônio há poucas rodadas do fim.

Campanha

Restando ainda dois jogos para o final do returno, o Operário mostrou a mesma fragilidade de dois anos antes. Em meio ao clima de tensão vivido entre diretoria e torcida, a equipe conseguiu até o momento apenas duas vitórias no torneio. Foram nove derrotas em 12 jogos disputados. Ontem, no jogo que selou a queda, perdeu por 4 a 0 para o Aquidauanense.

A defesa, segunda pior do campeonato, levou 34 gols, enquanto o ataque não funcionou e marcou apenas 15. O time é hoje o lanterna da competição com apenas um ponto conquistado.

O Operário volta a campo no próximo domingo (22). A equipe recebe o Maracaju no estádio Jacques da Luz, em Campo Grande e, na última rodada, dia 29, enfrenta o MS Saad no mesmo local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério