Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Furlan defende meta mínima de crescimento entre 5% e 6%

12 Set 2006 - 13h45

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, defendeu nesta terça-feira uma meta mínima de crescimento do Produto Interno Bruto entre 5% e 6% nos próximos quatro anos. Furlan fez a declaração no encontro de empresários na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

Furlan destacou que o desafio seria ter uma meta de crescimento, uma vez que não entraria em conflito com a meta de inflação, já alcançada. Ele também lembrou que a Argentina já tem meta fixa de crescimento.

O ministro afirmou que o espaço para a redução da inflação é menor, já que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) está abaixo da média de 4,5%, definida pelo governo.

 

Invertia

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amem o estrangeiro
LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS