Menu
SADER_FULL
quarta, 3 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Fungo potente pode dizimar plantações de banana no Paraná

7 Jul 2004 - 09h31
A Secretaria da Agricultura e Abastecimento está alertando os produtores de banana paranaenses para o risco de contaminação pela cigatoka negra, um fungo potente, capaz de dizimar a produção nas áreas atacadas.

O Paraná está adotando medidas preventivas contra a doença (mycosphaerella fijiensis) em função de ter sido registrado, no final de junho, um caso no município paulista de Miracatu. No Brasil, os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima já lutam para conter a doença, que pode reduzir a produtividade a zero.

A Secretaria está preparando uma portaria para disciplinar as ações de controle no Paraná.
Cargas de bananas de outros estados só podem entrar no Paraná se tiverem a emissão de Permissão de Trânsito Vegetal Fundamentada em Certificado Fitossanitário de Origem, que o caminhoneiros obtêm na fiscalização estadual.

A transmissão da cigatoka negra se dá por esporos que podem ser levados pelo vento, mudas ou folhas infectadas.

No Paraná, são cerca de 6,5 mil pessoas diretamente envolvidas no cultivo da banana, em uma área de 9.970 hectares, com uma produção de 231.493 toneladas. As áreas de produção estão localizadas na região de Guaratuba e Guaraqueçaba, Cornélio Procópio e Andirá, Foz do Iguaçu.

O Departamento de Fiscalização e Defesa Agropecuária pretende estabelecer parcerias com todos os segmentos envolvidos desde a produção, transporte e comercialização de bananas para evitar que a doença se alastre no Paraná.
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial