Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Funcionário denuncia cliente que teria dito que seu serviço era “de preto”

19 Mai 2011 - 06h53Por Midia Max

R. B. S., de 29 anos, registrou queixa na tarde desta quarta-feira após ser vítima de injúria racial no lava-jato onde trabalha, no Bairro Tiradentes, região leste de Campo Grande.

Segundo informações do boletim de ocorrência, ele lavava um veículo Sandero quando o proprietário, identificado como Luciano, passou a ofendê-lo. Ele teria dito que “o serviço era de preto. Todo preto é presidiário ou filho”, além de outros insultos.

Depois do fato, Luciano saiu do local e ainda ameaçou R. B. S., dizendo que voltaria pois “sabia que ia encontrá-lo ali no local”. O autor passou duas vezes durante a tarde na frente do lava-jato com outras duas pessoas no carro.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), centro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro