Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de maio de 2021
Busca
Brasil

Funced traz “Teatro Mosaico” a Dourados

13 Dez 2004 - 11h10

Uma parceria da Prefeitura de Dourados, através da Fundação Cultural e de Esportes – Funced, com o grupo “Teatro Mosaico, de Cuiabá, vai trazer três espetáculos para a cidade, num projeto que tem a aprovação da Fundação Nacional da Arte – Funarte.

De acordo com a superintendente de Cultura da Funced, Lélian Paschoalick, serão cobrados ingressos em dois espetáculos. Ambos acontecem no Teatro Municipal, e o primeiro deles será no dia 18 de dezembro, às 20 horas – Auto da Estrela Guia; o segundo acontece no dia 19 – Muito Barulho por Nada – no mesmo horário. O preço do ingresso é R$ 10 e estudantes terão direito à meia-entrada.

No domingo, dia 20 de dezembro, o Teatro Mosaico vai ao Parque Antenor Martins, no Jardim Flórida, quando apresenta o clássico da literatura infantil, “A Menina e o Vento”, de Maria Clara Machado. A apresentação será com entrada franca e terá início às 17 horas.

Lélian enfatizou a importância da presença das crianças na apresentação de domingo, lembrando que “o espetáculo é um texto clássico da literatura infantil e por isso é importante e muito interessante que os pais levem seus filhos ao parque, para receber esse presente da prefeitura para as crianças, às vésperas do Natal”. Ela garante que esse é um dos mais belos trabalhos feitos para as crianças e ressalta: “Esse é um verdadeiro presente cultural que a prefeitura está oferecendo”.

O TEATRO MOSAICO

O grupo foi fundado em 1995 pelo ator e produtor cultural matogrossense Sandro Lucose, quando ainda estudava artes cênicas na Escola de Teatro da Universidade do Rio de Janeiro. Ao surgir em 95 o Mosaico era uma companhia formada por atores, diretores e técnicos advindos de diversas regiões do país, e que constituíram uma associação sem fins lucrativos, cuja finalidade era a criação de um campo de trabalho. Os artistas começaram a primeira produção sem nenhum patrocínio, contando sobretudo com o investimento e o esforço dos vários profissionais do grupo, sendo que a qualidade e o primor artísticos da obra a ser produzida sempre estiveram a frente das metas.

Sem recursos financeiros que pudessem garantir a subvenção total ou parcial do projeto em seu princípio, a produção só teve como saída para o trabalho a utilização de materiais alternativos, reciclando lixo para construir cenário, figurinos e adereços.

O respaldo pela iniciativa não tardou, chegando a somar para a primeira montagem que ainda hoje está em plena atividade, um total de 16 prêmios em várias categorias, inclusive o de melhor espetáculo, além de indicações e menções honrosas de personalidades das artes cênicas brasileira em festivais e mostras do Brasil.
Agora com sede em Cuiabá, o Teatro Mosaico está a todo vapor constituído exclusivamente por artistas matogrossenses e mantém a mesma estrutura organizacional como em seu princípio, sendo uma Associação Cultural formada somente por artistas do Estado de Mato Grosso.
O projeto VEJA O TEATRO é o desdobramento de um longo trabalho de pesquisa cênica, sendo esta realização patrocinada pela BRASILTELECOM, que possibilitou a ação do VEJA
O TEATRO
, onde o Teatro Mosaico percorre cidades do interior do Brasil e também recebe semanalmente visitas de grupos de estudantes em seu ateliê, para conhecer a sistemática de uma produção profissional, vivenciando o passo a passo do ritual diário dos artistas, que desempenham diferentes funções como aderecistas, costureiros, instrutores de dança, músicos e atores.

 

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho