Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Frigoríficos partem para projetos mais ousados no exterior

9 Out 2004 - 09h58
Os frigoríficos de aves e suínos começam a dar passos mais ousados no exterior, depois de uma bem-sucedida internacionalização de seus produtos. A Sadia Alimentos, que já obtém mais da metade de sua receita com as vendas externas e é hoje a maior exportadora de frangos e suínos do país, planeja implantar uma unidade de processamento de carne de frango e de fabricação de salsicha e hambúrguer na Rússia, conforme apurou o Valor. A empresa não se pronuncia sobre o projeto. A Rússia é um dos principais mercados para a Sadia. No primeiro semestre do ano, respondeu por 8% dos R$ 1,7 bilhão exportados pela empresa. A companhia também investe em novos escritórios. Os mais recentes foram abertos no Japão e na Alemanha, e o da Venezuela está em processo de abertura. O frigorífico, que começou a se internacionalizar em 1991, tem atualmente unidades no Uruguai, Inglaterra, Argentina, Chile, Rússia, Turquia e Emirados Árabes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo de quinta-feira 13 de agosto de 2020
FÁTIMA DO SUL - VAMOS ADOTAR UM PET
Oi eu sou a Maya!, você não quer me adotar?, veja como fazer a adoção pela ONG em Fátima do Sul
FATALIDADE
Adolescente morre após encostar em carregador que estava na tomada
BORA PRA BONITO - MS
Os 10 melhores passeios em Bonito, Mato Grosso do Sul
COVID-19
Em sessão remota, Eduardo Rocha pede um minuto de silêncio pelas mais de 100 mil mortes por covid-19
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em julho nesta quarta-feira
HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo desta quarta-feira 12 de agosto de 2020
DEU RUIM - OZONIOTERAPIA
COVID: Deputada que apoia aplicação de ozônio no combate ao coronavírus é internada com covid-19
VÍTIMA CORONAVÍRUS
CORONAVÍRUS: Médica de 29 anos perde a vida para a covid-19 após ficar quase 30 dias da UTI
BRASIL - 102.034 MORTES
Brasil confirmou 102.034 mortes e contabiliza 3.068.138 infectados pela Covid-19.