Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de maio de 2021
Busca
Brasil

Frieza de Bruno é comparável a de Alexandre Nardoni, diz psiquiatra

12 Jul 2010 - 14h24Por TV MORENA

Antonio Serafim, psiquiatra do Instituto de Psiquiatria Forense do Hospital das Clínicas de São Paulo disse ao analisar o goleiro Bruno no dia em que se entregou. Afrieza de Bruno é semelhante à reação de Suzane Von Richtoffen, condenada tramar a morte dos próprios pais. E, mais recentemente, com o caso de Isabela Nardoni, a menina que foi morta pela madrasta e pelo pai, Alexandre Nardoni.  

“A gente vê uma pessoa altamente centrada. Um indivíduo que não expressa um desequilírio emocional ou ansiedade, ele responde bem à pressão. Vê-se que ele estava muito contido. E com características muito próprias de pensar em si mesmo", diz Antonio Serafim, do Instituto de Psiquiatria Forense do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Quando se entregou a polícia, uma câmera registrou o que Bruno disse dentro da delegacia: “se eu tinha esperança de disputar a Copa de 2014, acabou”. “Isso mostra que na verdade a preocupação dele é com ele. Não está preocupado com quem morreu ou desapareceu”, defende o psiquiatra.

“Lembro muito bem da cena do Alexandre Nardoni, com o policial ao lado dele, como se tivesse caído qualquer coisa, menos a filha dele”, ressalta Serafim. O advogado criminalista e ex-policial Milton Bednarski, um conhecido colecionador de histórias de crimes bárbaros, resume em uma frase o perfil desses assassinos. “Você não diz que eles são criminosos. Eles são dissimulados”.

“O maior sinal desse comportamento predatório, destruidor, é o desprezo pelo ser humano”, garante Serafim.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada