Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 7 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

FPM: Semana do “tudo ou nada” para os municípios

21 Mai 2007 - 13h24

Esta semana será decisiva para os municípios. Estão na pauta do Congresso Nacional, duas importantes questões: FPM e Fundeb. Trata-se da votação, na Câmara dos Deputados, em 2º turno, dos destaques sobre o aumento de 1% no FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e, no Senado, da Emenda nº 187 do Fundeb, que trata sobre o transporte escolar nos municípios. Essas questões fazem parte das reivindicações da CNM (Confederação Nacional dos Municípios).

No texto original, as propostas trazem prejuízos e problemas aos prefeitos. A votação em separado do 1% do aumento do FPM foi um compromisso do Presidente Lula na X Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que aconteceu em abril.

FPM - Nesta terça feira (22), a partir das 16h, o plenário da Câmara vai votar, em separado, os destaques da emenda que trata sobre o início da vigência do aumento do FPM: se a partir de setembro ou desde o mês da promulgação da Emenda.

A votação do requerimento assinado pelos líderes da bancada, permitirá a votação imediata do 2º turno da Proposta de Emenda Constitucional, dispensando o interstício de cinco sessões entre um turno e outro, determinado pela Constituição Federal e o Regimento Interno. A emenda, se aprovada, será encaminhada para revisão ao Senado Federal.

O aumento de 1% no FPM faz parte da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 285/04 e será votado em separado atendendo a reivindicação dos municípios, feito no dia 10 de abril e anunciado na solenidade de abertura da X Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Elevará de 22,5% para 23,5%, resultando num repasse de 1,7 bilhões a mais nos cofres municipais.

Fundeb - No mesmo dia, a partir das 14h, será a vez dos senadores votarem a emenda nº 187 do Fundeb à MP 339/06, que trata sobre o transporte escolar. A aprovação desta emenda vai garantir que os recursos utilizados pelos municípios para transportar alunos da rede estadual sejam repassados pelos governos estaduais nas transferências do Fundeb.

Se aprovado o texto, será corrigida uma distorção, pois são os municípios que assumem grande parte da responsabilidade pelo transporte escolar dos alunos da rede estadual, apesar de Lei Federal 10.709/2003 determinar que essa função é do Estado. Para fazer o transporte de 2,6 milhões de alunos das redes públicas estaduais os municípios gastam R$ 2 bilhões e são ressarcidos em apenas R$ 400 milhões, ou seja, 20% do valor desse serviço.

 

 

 

Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia