Menu
SADER_FULL
segunda, 29 de novembro de 2021
Busca
Brasil

FPM retrai e volta preocupar prefeitos de Mato Grosso do Sul

13 Out 2009 - 14h45Por Conjuntura

O primeiro repasse de recursos como parte do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) no mês de outubro teve um aumento de 6% em relação a setembro deste ano, ainda assim o fundo constitucional foi 10% menor se levado em comparação ao mesmo período do ano passado.

Isso se for confirmada a previsão de repasse nos dias 20 e 30 deste mês pela STN (Secretaria do Tesouro Nacional), que no último dia 10 depositou apenas R$ 22.372.382,95 na conta das prefeituras de Mato Grosso do Sul. O total do mês previsto é de 40.274.203,85.

Em outubro do ano passado, o FPM totalizou R$ 44.117.419,87 para divisão entre os 78 municípios sul-mato-grossenses.

Como a expectativa era de aumento significativo este mês, uma vez que o próprio governo federal admite o fim da crise econômica, os prefeitos não escondem suas preocupações no momento em que se preparam para pagar o 13º salário dos servidores públicos municipais.

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), prefeito de Terenos, Beto Pereira (PSDB), volta a alertar os colegas sobre a necessidade de “apertar o cinto”, conter gastos, ou seja, investir somente em prioridades.

Segundo ele, é preciso ter cautela na hora de aplicar os recursos no instante em que os repasses constitucionais não são favoráveis e não há perspectiva de melhora nas finanças públicas municipais. 

O melhor desempenho do FPM este ano foi registrado no mês de maio, quando os municípios receberam R$ 56.174.923,37. De lá para cá, os valores foram encolhendo até chegar num patamar preocupante.

1º decêndio

O FPM é constituído por 22.5% da receita do IR (Imposto de Renda) e do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), sendo repassado nos dias 10, 20 e 30 de cada mês para divisão entre os municípios.

No último dia 10, Campo Grande recebeu R$ 2.905.353,44 . A prefeitura de Dourados obteve pouco mais de R$ 1,300 milhão como parte do primeiro decêndio (parcela) de outubro. Mas o bolo total do FPM a que o município tem direito poderá render R$ 2.345.625,80 se confirmada a previsão dos próximos repasses da STN.

Corumbá teve repasse de R$ 692.693,97, enquanto a prefeitura de Três Lagoas foi de R$ 646.514,36 e Vicentina de R$ 138.538,81,  isso faltando as transferências dos dias 20 e 30.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho
MANIACO SEXUAL
Homem é filmado passando a mão em mulher no meio da rua
+ AUMENTO
Conta de luz deve subir mais de 20% no ano que vem, estima ANEEL