Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 8 de maio de 2021
Busca
Brasil

Fluminense faz jogo duro, e Muricy Ramalho não assume a Seleção

23 Jul 2010 - 16h42Por Globo Esporte

Após ser convidado para ser o novo técnico da Seleção Brasileira, Muricy Ramalho foi para as Laranjeiras, onde se reuniu com dirigentes do Fluminense. Depois, o treinador se dirigiu em seguida para o campo realizar um treinamento, mas sem fazer qualquer pronunciamento. O treinador só falará após o clássico contra o Botafogo, domingo, às 18h30m, no Engenhão, mas o clube tratou de colocar um ponto final no que se refere a sua posição para manter o comandante.

Enquanto a posição oficial da CBF é esperar pela resposta vinda de Muricy Ramalho, coube ao presidente do Fluminense, Roberto Horcades, em entrevista coletiva, dar a notícia da permanência do treinador no clube.

- A posição oficial do Fluminense tem que ser dada. O Muricy vai continuar no clube cumprindo o contrato como deve ser. Pessoas do nível dele são necessárias no futebol - disse o dirigente.

O presidente do patrocinador do clube, Celso Barros, tomou a palavra em seguida e garantiu que o treinador terá o seu contrato renovado até dezembro de 2012.

- Deixamos combinada a renovação até dezembro de 2012. O Muricy, uma pessoa que cumpre seus contratos, já estava apalavrado com o Fluminense. Estamos no início de um trabalho com ele, que esperamos que seja longo e vitorioso - disse Barros.

No contrato com o Fluminense, Muricy Ramalho poderia deixar o clube caso tivesse um convite para comandar a Seleção Brasileira. Mas o treinador preferiu ficar no clube carioca.

- Ninguém pediu (para romper o contrato). O presidente da CBF não pediu para liberá-lo, e nós procuramos respeitar o acordo que o Muricy tem até o fim do ano. Existe uma palavra - afirmou Barros.

O vice de futebol, Alcides Antunes, revelou que o Flumiense não aceitaria dividir o treinador até o fim do ano com a Seleção Brasileira.

- O (presidente da CBF) Ricardo Teixeira já deu a posição dele, e a nossa é a de que o Muricy fica só o Fluminense. Se o clube pudesse liberá-lo, faríamos isso. Mas não temos interesse nenhum. É um projeto, não só para agora, e ele está muito feliz aqui - garantiu Antunes.

Muricy Ramalho treino Fluminense reunião Muricy em campo para comandar treino nas Laranjeiras (Foto: Cahê Mota / GLOBOESPORTE.COM)

 

Muricy Ramalho se reuniu pela manhã, por cerca de uma hora e meia, com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, em um clube de golfe da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O treinador aceitou o convite, mas disse que precisava comunicar os dirigentes cariocas da decisão, uma vez que tem contrato com o Fluminense.

Ao chegar às Laranjeiras, o treinador escutou da diretoria que não aconteceria um divórcio amigável e que o clube não o liberaria. O Fluminense e a CBF não tem um bom relacionamento por causa da última eleição do Clube dos 13, vencida por Fábio Koff.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo