Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de maio de 2021
Busca
Brasil

Fluminense, Corinthians e Cruzeiro decidem o título do Brasileirão

9 Nov 2010 - 06h14Por AE

O Campeonato Brasileiro entra na reta final com apenas três times de fato brigando pela taça. Fluminense, Corinthians e Cruzeiro jogam quatro decisões nas rodadas finais e quem se sair melhor ficará com o título. O Botafogo, quarto colocado, ainda tem uma pequena chance, mas é quase carta fora do baralho.

O time tricolor do Rio de Janeiro, líder da competição com 61 pontos, é o único que depende de suas próprias forças. Basta vencer os quarto confrontos e comemorar. Os cariocas terão pela frente Goiás (casa), São Paulo (fora), Palmeiras (fora) e Guarani (casa). De acordo com o matemático Tristão Garcia, do site Infobola, tem 44% de chances de ser campeão.

O Corinthians, segundo colocado com 60 pontos, tem 31% de possibilidade de título. O alvinegro pega Cruzeiro (casa), Vitória (fora), Vasco (casa) e Goiás (fora) nas rodadas finais. Se ganhar todas, dependerá apenas de um tropeço do Flu para fazer a festa.

Situação parecida vive o Cruzeiro, terceiro colocado também com 60 pontos (só perde para os paulistas no saldo de gols). Com 24% de chances, ainda jogará contra Corinthians (fora), Vasco (casa), Flamengo (fora) e Palmeiras (casa).

O Botafogo, quarto colocado com 55 pontos, tem somente 1% de chances, e depende de um verdadeiro milagre. Terá que ganhar tudo daqui em diante e ainda torcer para que Corinthians e Cruzeiro façam no máximo seis pontos, e o Fluminense cinco. O alvinegro do Rio encara na reta final Ceará (fora), Internacional (casa), Prudente (casa) e Grêmio (fora).

Libertadores. Fluminense, Corinthians e Cruzeiro, se não passarem por uma grande má fase nas próximas rodadas, devem fechar o torneio nas três primeiras posições e garantirem vaga na Copa Libertadores de 2011 - segundo Tristão Garcia, a possibilidade é de 99% para cada. Outras equipes podem lutar pela quarta vaga, mas ela só existirá se nenhuma equipe brasileira conquistar a Copa Sul-Americana.

O Botafogo tem 48% de chances de fechar o G-4. O Atlético-PR, quinto com 53 pontos, tem 27%, e ainda joga contra Prudente (casa), Grêmio (fora), Ceará (fora) e Avaí (casa). O Grêmio, sétimo colocado também com 53 pontos, conta com 23% de possibilidade, e pega na reta final o Santos (fora), Atlético-PR (casa), Guarani (fora) e Botafogo (casa).

Entre estes time, Botafogo e Grêmio têm confronto direto e só dependem deles mesmos. O Atlético-PR, além de ganhar seus jogos, necessita de um tropeço dos cariocas.

Santos (7.º) e Internacional (8.º), ambos com 51 pontos, já estão classificados para o torneio continental por terem ganhado neste ano a Copa do Brasil e a própria Libertadores, respectivamente.

São Paulo, nono colocado, e Palmeiras, décimo, se agarram em chances remotas de ingressas no G-4.

Com 3% de possibilidade, o time tricolor ainda encara Vasco (fora), Fluminense (casa), Atlético-GO (fora) e Atlético-MG (casa). A equipe alviverde, com somente 2%, terá pela frente Atlético-GO (fora), Atlético-MG (casa), Fluminense (casa) e Cruzeiro (fora). Os dois precisam ganhar tudo e ainda contar com tropeços de Botafogo, Atlético-PR e Grêmio.

Rebaixamento. Na parte intermediária da tabela, Vasco e Ceará não têm mais grandes ambições, mas também já estão tranquilos e não correm nenhum risco de queda. Outros sete clubes lutam para se livrar do fantasma da Série B.

O Flamengo, 13.º com 40 pontos, tem 4% de risco e escapa com uma vitória e um empate. Terá pelo caminho, Atlético-MG (fora), Guarani (casa), Cruzeiro (casa) e Santos (fora).

O Vitória, 14.º com 38 pontos, se livra do perigo com dois triunfos. Hoje, o risco é de 17%, e os baianos ainda encaram Guarani (fora), Corinthians (casa), Internacional (fora) e Atlético-GO (casa).

Com 21% de possibilidade de queda, o Atlético-GO é o 15.º com 37 pontos, e foge do perigo com duas vitórias e um empate. Palmeiras (casa), Avaí (fora), São Paulo (casa) e Vitória (fora) são os próximos adversários.

Último fora da zona de rebaixamento, o Atlético-MG tem 36 pontos e ocupa a 16.ª posição. Escapa com duas vitórias e dois empates, e tem no caminho Flamengo (casa), Palmeiras (fora), Goiás (casa) e São Paulo (fora).

Risco maior. Também com 36 pontos, o Guarani vive situação parecida com a dos mineiros, mas tem 51% de risco de queda, pois abre a zona de rebaixamento na 17.ª colocação. O time de Campinas ainda joga contra Vitória (casa), Flamengo (fora), Grêmio (casa) e Fluminense (fora).

Em 18.º, com 34 pontos, o Avaí só escapa com três resultados positivos e um empate. Com um alto risco de 80%, pega Internacional (fora), Atlético-GO (casa), Santos (casa) e Atlético-PR (fora).

O Goiás vive situação ainda pior e só fica na Série A em 2011 se ganhar todas. Com 95% de possibilidade de queda, ocupa o 19.º lugar, com 31 pontos, e faz os últimos confrontos diante do Fluminense (fora), Santos (casa), Atlético-MG (fora) e Corinthians (casa).

AE e Vipcomm
Briga pela taça promete ser emocionante nas rodadas finais

Em último lugar, com 27 pontos, o Prudente só não cai se vencer tudo e ainda contar com uma combinação de resultados favorável. O risco é de 99%, e o time do interior paulista fecha o ano com partidas contra Atlético-PR (fora), Ceará (casa), Botafogo (fora) e Internacional (casa).


Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada