Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 4 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Flamengo tenta acabar com jejum de seis jogos sem vencer

11 Set 2010 - 09h12Por Folha Online

Atual campeão brasileiro, o Flamengo não sabe o que é vencer há seis jogos no Nacional. Para evitar uma crise e se afastar da zona de rebaixamento, o time precisa superar o Vitória neste sábado, às 18h30, em Volta Redonda, pela 21ª rodada da competição.

Além do jejum de vitórias, a equipe carioca também enfrenta a péssima fase de seu ataque. Nos últimos seis jogos, foi às redes uma única vez, na derrota por 2 a 1 para o Guarani, em Campinas, no dia 28 de agosto --e o autor do gol foi Jean, que é zagueiro.

Desde a vitória contra o Ceará por 1 a 0, no Maracanã, pela 14ª rodada, o Flamengo acumula quatro derrotas e dois empates. A direção do clube demitiu Rogério Lourenço e contratou o técnico Silas, ex-Grêmio, mas a situação da equipe na competição não melhorou.

No ataque, passaram Val Baiano, Cristian Borja, Diego Maurício e os recém-contratados Deivid e Diogo, todos sem sucesso. O clube da Gávea tem o pior ataque do Brasileiro, com apenas 14 gols em 20 jogos disputados. Com 22 pontos, ocupa a 16ª colocação, apenas um posto acima da zona de descenso.

Para Silas, o Flamengo precisa entrar em campo hoje como se fosse disputar uma final de campeonato. "Vai ser uma decisão e vindo a primeira vitória, virão as outras", afirmou.

Com Diogo suspenso após a expulsão na derrota por 2 a 0 para o São Paulo, Val Baiano ganhará nova chance entre os titulares. Contestado pela torcida, o vice-artilheiro do Brasileiro de 2009 tenta não se abalar com as críticas, mas admite que a pressão é muito grande.

"Nunca me escondi. Tenho que aceitar as críticas quando elas são construtivas. Acho injusto apenas julgar o Val Baiano pela fase atual da equipe. Tenho conversado muito com minha esposa e considero que estou passando pelo momento mais difícil da minha carreira", declarou o jogador.

Outros desfalques importantes são Léo Moura, suspenso, Williams, contundido, e Renato Abreu, poupado para aprimorar a forma física.

No Vitória, o clima também é conturbado. A direção do clube baiano decidiu demitir o treinador Toninho Cecílio após o empate por 1 a 1 com o Palmeiras, em Salvador, na última quarta-feira. O diretor de futebol Carlito Arine também entregou o cargo na sexta.

Ex-treinador do Prudente, Toninho Cecílio só comandou o Vitória em nove jogos --dois pela Copa Sul-Americana e sete pelo Brasileiro, com duas vitórias, três empates e duas derrotas no Nacional. Ele ocupava a vaga que era de Ricardo Silva, demitido após a perda da Copa do Brasil para o Santos.

Neste sábado, o Vitória será comandado interinamente pelo próprio Ricardo Silva, que havia voltado ao cargo de auxiliar e estava de férias. A diretoria, porém, tenta a contratação de Toninho Cerezo. Com 23 pontos, o Vitória ocupa a 15ª posição na tabela.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSUSTADOR E REAL NO BRASIL
Com uma morte por minuto, Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus nas últimas 24h, novo recorde
JULGAMENTO
TSE julga se cassa Bolsonaro e vice a partir de terça
AUXILIO DOENÇA
Como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia
1º CASO NO BRASIL
Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo
VITIMAS DA COVID 19
Mãe, avó e irmão de jovem morrem por covid-19: 'essa doença é horrível'
COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'