Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 30 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Flamengo dá aumento de 40% para segurar Adriano

23 Dez 2009 - 09h17Por Globo Esporte

Para ficar no Flamengo até a Copa do Mundo de 2010, Adriano diminuiu seu prejuízo. Na reunião que selou a permanência do jogador, no fim de semana, o clube rubro-negro topou aumentar o salário dele em 40%.

Mesmo assim, o atacante ganhará no Rio de Janeiro menos da metade do salário que receberia se aceitasse a proposta do Milan, por exemplo. O dinheiro do plus salarial virá do novo patrocinador – provavelmente a Hypermarcas. A Olympikus também ajuda o Rubro-Negro com uma parte do ordenado do astro.

- Ocorreu uma negociação e vamos passar a diferença para um patrocinador – disse o vice-presidente de futebol rubro-negro, Marcos Braz.

Artilheiro e campeão brasileiro, Adriano curte férias e segue em silêncio. Para Andrade, porém, o reajuste para o camisa 10 é mais do que merecido.

- É justíssimo. Ele dá retorno ao clube com venda de camisas, publicidade. E dentro de campo também. Os 19 gols no Brasileiro comprovam isso – disse o treinador.

Até o momento, o Flamengo perdeu Aírton, vendido para o Benfica por R$ 2,8 milhões, e praticamente desistiu de Zé Roberto.

Leia Também

PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho