Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Fiems vai instalar Centro de Produção Têxtil em Dourados

4 Fev 2010 - 16h59Por Mídia Max

 
Durante reunião preparatória para o lançamento do Programa Indústria Ativa – Ação Fiems para o Desenvolvimento em Dourados, realizada na manhã desta quinta-feira (4) no gabinete do prefeito Ari Artuzi, o presidente Sérgio Longen definiu a criação do Centro de Produção do Vestuário e Têxtil para desenvolver e ampliar a instalação de indústrias do setor na cidade, gerando mais empregos formais no município. “A Grande Dourados é uma das regiões do Estado que apresenta o maior índice de pessoas prontas para serem qualificadas”, disse.
Segundo o presidente da Fiems, o pólo industrial será erguido em um terreno a ser doado pela Prefeitura de Dourados para a construção de galpões fabris, além de creche para atendimento dos funcionários das empresas instaladas no local, espaço para lazer e atendimentos nas áreas de saúde e segurança do trabalho, uma Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi e uma Agência de Formação Profissional do Senai com cursos voltados para o segmento de vestuário e têxtil. “A Fems vai entregar o Centro de Produção pronto e vai articular a instalação de indústrias no local”, informou, revelando que seis empresas de grande porte já estão interessadas em abrir fábricas no local.

Local

Após a reunião, o prefeito Ari Artuzi levou Sérgio Longen para conhecer o terreno de 10 hectares localizado no Bairro Guaicurus e que será doado pela Prefeitura para que a Fiems possa construir o Centro de Produção do Vestuário e Têxtil. “Ainda neste mês de fevereiro vamos encaminhar o pedido de doação da área para ser aprovado pela Câmara Municipal de Dourados para que a Fiems possa iniciar a construção desse pólo industrial”, disse, comprometendo-se em criar leis de benefícios fiscais e tributários específicos para as indústrias que vão se instalar no local e implantar um sistema de transporte coletivo urbano para atender os funcionários das empresas.

Além da Fiems e Prefeitura, a implantação do Centro de Produção do Vestuário e Têxtil de Dourados terá ainda as parcerias com a Fecomércio, Sebrae/MS e Banco do Brasil. Pelo projeto, o Sebrae vai participar, oferecendo assessoria e consultoria na gestão das empresas instaladas no local, enquanto a Fecomércio, por meio do Sesc e Senac, vai implantar um refeitório para atendimento aos funcionários das indústrias do pólo e oferecer apoio aos empresários no desenvolvimento de coleções. Ainda está programada a instalação de uma loja de fábrica no pólo para a divulgação dos materiais produzidos e uma área comum destinada ao showroom para atendimento atacadista.

Programa

O Programa Indústria Ativa – Ação Fiems para o Desenvolvimento prevê para o município um investimento total de R$ 7,8 milhões e, além da construção do Centro de Produção do Vestuário e Têxtil, também está incluído o Projeto Construir, que pretende estabelecer parcerias para o desenvolvimento do Projeto Kit Construção para a habitação de interesse social direcionado às famílias de industriários por meio da realização de cursos pelo Senai nas áreas da construção civil. Ainda no âmbito do Programa Indústria Ativa, ao longo deste ano está programada a realização de 90,8 mil atendimentos do Sesi nas áreas de lazer, saúde e responsabilidade social, a abertura de 2.655 vagas na educação profissional por parte do Senai, de 2.649 vagas na educação básica por parte do Sesi e de 800 vagas de estágio por parte do IEL, beneficiando no total 755 empresas na região. “Com isso, estamos assegurando as bases de uma ação transformadora e renovadora para Dourados, capaz de resgatar o papel de destaque do setor industrial no contexto do Estado”, disse Sérgio Longen.

Ele destaca que a intenção é ampliar o Programa Indústria Ativa – Ação Fiems para o Desenvolvimento para os outros municípios do Estado onde o setor industrial está presente na economia. “A indústria é a força capaz de mover e transformar a economia de Mato Grosso do Sul, consolidando a essência da cidadania e produzindo mais justiça social”, disse, lembrando que ao assumir a presidência da Fiems em maio de 2007, junto com a nova Diretoria, manteve a convicção de que seria possível em pouco tempo lançar as bases para atuar em três pontos essenciais: o fortalecimento da atividade industrial no Estado, o aumento da representatividade do setor nos diversos âmbitos de discussão e o atendimento pleno das demandas e dos interesses da indústria. “Neste período, os investimentos já totalizam R$ 98 milhões para um total de 956.419 atendimentos a 7.005 empresas em todo o Estado”, informou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América