Menu
SADER_FULL
segunda, 8 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
Brasil

Fetagri e MST se unem em apoio a Zeca e Geraldo Teixeira

6 Ago 2010 - 05h10Por Fátima News com assessoria

Pela primeira vez as duas principais forças da reforma agrária em Mato Grosso do Sul – a Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura) e o MST (Movimento dos Sem-Terra) – se unem e lançam uma candidatura à Assembleia Legislativa para representar todos os trabalhadores rurais assentados e acampados do Estado. O ato que consagrou a união de Fetagri e MST e o apoio a Geraldo Teixeira (PV) a deputado estadual aconteceu na manhã desta quinta-feira (5), em Campo Grande , com a representatividade de aproximadamente mil lideranças de assentamentos, acampamentos, sindicatos e associações de trabalhadores rurais de todo o Estado.

 

 

 

O candidato a governador pela coligação A Força do Povo (que integra o PV), Zeca do PT, o candidato a senador Dagoberto Nogueira (PDT), a candidata a vice-governadora Tatiana Azambuja (PV) e a candidata a suplente de senador Gilda do PT compareceram ao evento para levar apoio a Geraldo Teixeira. Na mesa estava também o líder do MST no Estado, Egídio Brunetto, atestando a aliança das forças pela reforma agrária.

 

 

 

A presidente em exercício da Fetagri, Sandra Costa Soares, lembrou que o movimento tem uma luta vitoriosa em Mato Grosso do Sul e no Brasil, mas por falta de união e articulação, nunca conseguiu eleger um representante na Assembleia. “Geraldo tem trabalho comprovado, vai defender nossa causa e honrar nosso voto. E junto com Zeca do PT, vamos recomeçar uma história de vida digna e prosperidade no campo.”

 

 

 

Dagoberto Nogueira destacou a representatividade da plateia. “Vejo tantas lideranças, de todos os municípios. Talvez esse seja o lançamento de candidatura com mais pessoas qualificadas e politizadas que participei. Por isso posso dizer que você já é nosso deputado, Geraldo.”

 

 

 

Zeca relembrou o início de sua carreira política no movimento sindical dos bancários para mostrar que se identifica com os trabalhadores em geral, inclusive do campo. “Vocês me conhecem não é de ontem, mas de minha luta no sindicato, de quando me elegi deputado estadual e abracei a causa dos trabalhadores rurais, de quando Deus e o povo me deram a oportunidade de governar o Estado, e pudemos desenvolver diversas parcerias para levar água encanada, casas, programas sociais e assistência técnica aos assentamentos”.

 

 

 

As propostas de Zeca para a reforma agrária – sacramentadas no Programa de Governo registrado no Cartório Eleitoral – priorizam a assistência técnica para melhorar a produtividade e diversificar a produção dos assentamentos. “Vamos fazer um projeto modelo de reforma agrária para o Brasil”, desafiou Zeca, convidando os trabalhadores rurais a abraçar a causa e mostrar que é possível não só ganhar as eleições, mas “fazer um governo para marcar definitivamente a história de Mato Grosso do Sul”.

 

 

 

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias