Menu
SADER_FULL
segunda, 28 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Fecomércio MS é pela investigação de denúncias de corrupção

9 Out 2010 - 11h10Por MS Notícias

Integrante do Fórum Permanente contra a corrupção, instância criada pela OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Mato Grosso do Sul) para cobrar a elucidação de denúncias de corrupção em Mato Grosso do Sul, a Fecomércio MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), entende que é fundamental que toda a sociedade acompanhe as investigações e esteja a par dos resultados.

O consultor sindical da entidade, Fernando Camilo, ressalta que o comércio é um setor sensível a toda movimentação econômica e política. “A aplicação dos recursos públicos diz respeito a toda sociedade e nos afeta diretamente, porque o plano de investimentos do governo é desenvolvido dentro de um contexto de necessidades do Estado e dos municípios”, avalia.

O investimento correto do dinheiro público, seja na área de infra-estrutura ou social, melhora a qualidade de vida da população e isso se traduz no movimento do comércio, considerado termômetro da economia. Para Fernando Camilo, é papel das entidades representativas de classe acompanhar todo o processo para que a sociedade seja esclarecida sobre o que realmente procede das denúncias em apuração.

Nesta semana houve a segunda reunião do Fórum para tratar da peça publicitária que será divulgada na mídia do Estado. Ficou definida que a marca do movimento será "Corrupção mata". "A corrupção tira dinheiro da saúde, da educação e também mata as esperanças do povo", explicou o presidente da OAB/MS, Leonardo Duarte. "Mata o desenvolvimento de um modo geral", resumiu Fernando Camilo.

Representantes das entidades que integram o movimento capitaneado pela OAB irão se reunir todas as quartas-feiras na sede da Ordem para definir as estratégias de mobilização. A primeira reunião ocorreu no dia 29 de setembro, quando foi redigida uma carta aberta à sociedade.

Além da Fecomércio MS, manifestaram apoio à Comissão de Acompanhamento das Denúncias de Investigação, o Conselho Regional de Engenharia, Agronomia e Arquitetura, Conselho Regional de Odontologia, Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul, Conselho Regional de Economia de Mato Grosso do Sul, Conselho Regional de Medicina Veterinária, Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul, Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul, Câmara de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso do Sul e Conselho Regional dos Corretores de Imóveis da 14ª Região.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso