Menu
SADER_FULL
terça, 2 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Exportações simplificadas cresceram 53% em 2006

28 Abr 2007 - 04h11
As exportações feitas de forma simplificada --que utilizam os Correios para vender, por exemplo- cresceram mais de 50% no ano passado. A elevação foi causada, principalmente, pelo aumento do limite dessas operações, que passou de US$ 10 mil para US$ 20 mil no início de 2006. Com isso, as exportações limitadas a esses valores chegaram a US$ 337,8 milhões em 2006, um crescimento de 53% em relação ao ano anterior.

O crescimento expressivo fez com que o Ministério do Desenvolvimento passasse a considerar essas exportações na base da balança comercial. Os valores do total de exportações e do saldo comercial foi corrigido desde 1999, quando teve início a DSE (Declaração Simplificada de Exportação). No entanto, a mudança não é expressiva para o saldo comercial. No superávit do ano passado passou de US$ 46,074 bilhões para US$ 46,411 bilhões.

O crescimento das vendas ao exterior por meio das declarações simplificadas continua neste ano, embora em um ritmo menor, US$ 83,091 milhões, aumento 17,4% e com isso o saldo passa para de US$ 8,698 bilhões para US$ 8,781 bilhões.

"As exportações com DSE estão crescendo muito depois do aumento do limite para US$ 20 mil. Verificamos agora um aumento de quase quatro mil empresas na nossa base de exportadores", disse Armando Meziat, secretário de Comércio Exterior.

O número de empresas que exportou só por DSE no ano passado totalizou 3.776. Ao incluir essas micro e pequenas empresas na base de exportadoras, o total de empresas sobe para 20.591.

Diversificação

A pauta de produtos exportados por essas operações é bem diversificada. A maior parte (5,6%) das vendas é de autopeças. em segundo lugar aparece vestuário feminino, que representa 4,3% do total das exportações por meio de DSE. Em seguida, rolamentos e engrenagens (3,8%), joalheria (3%) e aparelhos de interrupção de energia (2,8%).

Do perfil das empresas, a maior parte é de micro e pequenas (67%). Elas foram responsáveis por 41% do total exportado de forma simplificada.

Há uma declaração simplificada para as importações limitadas a US$ 3 mil. Não há previsão para incluir essas informações na base de dados da balança comercial.
 
 
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados
EPICENTRO DA COVID-19
Brasil aproxima de 30 mil mortes pela Covid-19
MEMORIAL
Os brasileiros que perderam a vida na Pandemia do Coronavírus