Menu
SADER_FULL
quinta, 23 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Exportação da Sadia sobe 17% em abril

25 Mai 2010 - 14h24Por Conjuntura Online

A receita obtida por Sadia e BRF-Brasil Foods (antiga Perdigão) com exportações em abril aumentou 17,5% e 15,4%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês passado, a Sadia exportou o equivalente a US$ 183,54 milhões, enquanto a BRF vendeu US$ 176,53 milhões para fora do País. Apesar de a BRF ter incorporado a Sadia sob o ponto de vista contábil, as empresas continuam separadas operacionalmente, à espera da aprovação da fusão entre as duas companhias pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Seara Alimentos, incorporada pela Marfrig Alimentos no início deste ano, exportou US$ 80,87 milhões em abril, com um crescimento de 18,84% ante igual mês do ano passado. Este mês, a Marfrig não apareceu na lista das 40 maiores exportadoras elaborada pela Secex.

As indústrias de carne bovina também apresentaram aumento nas exportações no mês passado, com exceção da JBS-Friboi, que registrou queda de 5,25% na receita obtida com as vendas externas a partir do Brasil em abril, para US$ 78,75 milhões. Já o frigorífico Bertin, incorporado recentemente pela JBS, aumentou em 20,67% as suas exportações, para US$ 107,27 milhões.

O frigorífico Minerva manteve a expansão no mercado externo com um crescimento de 38,2% nas exportações de carne bovina em abril, em relação ao mesmo período de 2009, somando US$ 74,53 milhões.


 
 
A receita obtida por Sadia e BRF-Brasil Foods (antiga Perdigão) com exportações em abril aumentou 17,5% e 15,4%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês passado, a Sadia exportou o equivalente a US$ 183,54 milhões, enquanto a BRF vendeu US$ 176,53 milhões para fora do País. Apesar de a BRF ter incorporado a Sadia sob o ponto de vista contábil, as empresas continuam separadas operacionalmente, à espera da aprovação da fusão entre as duas companhias pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Seara Alimentos, incorporada pela Marfrig Alimentos no início deste ano, exportou US$ 80,87 milhões em abril, com um crescimento de 18,84% ante igual mês do ano passado. Este mês, a Marfrig não apareceu na lista das 40 maiores exportadoras elaborada pela Secex.

As indústrias de carne bovina também apresentaram aumento nas exportações no mês passado, com exceção da JBS-Friboi, que registrou queda de 5,25% na receita obtida com as vendas externas a partir do Brasil em abril, para US$ 78,75 milhões. Já o frigorífico Bertin, incorporado recentemente pela JBS, aumentou em 20,67% as suas exportações, para US$ 107,27 milhões.

O frigorífico Minerva manteve a expansão no mercado externo com um crescimento de 38,2% nas exportações de carne bovina em abril, em relação ao mesmo período de 2009, somando US$ 74,53 milhões.


 
 

A receita  obtida por Sadia e BRF-Brasil Foods (antiga Perdigão) com exportações em abril aumentou 17,5% e 15,4%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês passado, a Sadia exportou o equivalente a US$ 183,54 milhões, enquanto a BRF vendeu US$ 176,53 milhões para fora do País.

Apesar de a BRF ter incorporado a Sadia sob o ponto de vista contábil, as empresas continuam separadas operacionalmente, à espera da aprovação da fusão entre as duas companhias pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

A Seara Alimentos, incorporada pela Marfrig Alimentos no início deste ano, exportou US$ 80,87 milhões em abril, com um crescimento de 18,84% ante igual mês do ano passado.

Este mês, a Marfrig não apareceu na lista das 40 maiores exportadoras elaborada pela Secex.

As indústrias de carne bovina também apresentaram aumento nas exportações no mês passado, com exceção da JBS-Friboi, que registrou queda de 5,25% na receita obtida com as vendas externas a partir do Brasil em abril, para US$ 78,75 milhões.

Já o frigorífico Bertin, incorporado recentemente pela JBS, aumentou em 20,67% as suas exportações, para US$ 107,27 milhões.

O frigorífico Minerva manteve a expansão no mercado externo com um crescimento de 38,2% nas exportações de carne bovina em abril, em relação ao mesmo período de 2009, somando US$ 74,53 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada
CARROS SEMINOVOS
Como fazer uma boa escolha de veículos seminovos
LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda