Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Ex-professor, Moka conquista simpatia de jovens estudantes da Capital

21 Set 2010 - 15h35Por Fátima News com assessoria

O carisma conquistado pelo candidato ao Senado da Coligação “Amor, Trabalho e Fé”, Waldemir Moka junto à juventude de Campo Grande nos anos 70, época em que foi professor de Química em cursinho pré-vestibular da Capital, acompanha o candidato até hoje. Em uma de suas caminhadas pelos bairros de Campo Grande na campanha para o Senado, um fato inusitado comprovou o carisma de Moka junto aos jovens estudantes da capital e foi relatado de maneira descontraída pela coluna “Diálogos”, do Jornal Correio do Estado, na edição desta segunda-feira (20).

Um jovem, ao encontrá-lo, desafiou-o a resolver uma questão de química semelhante às abordadas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O candidato não hesitou em aceitar o pedido do jovem estudante, e, com papel e caneta na mão, resolveu a questão em pouco mais de um minuto. O jovem surpreendeu-se alegando que o tempo médio de resolução da questão é em média de quatro minutos, e Moka, com descontração disse ao rapaz que “não estava tão enferrujado assim”. “Manda outra mais difícil”, brincou o candidato com o jovem estudante.

A atuação de Moka como professor também foi abordada nas páginas da edição de setembro do jornal de Campo Grande voltado para o público estudantil, “Galera da Escola”. Com uma tiragem de dez mil exemplares, a edição traz uma reportagem especial de duas páginas com o candidato, que conta detalhes da sua juventude e o desejo que tinha de se tornar líder estudantil e militante político, mesmo sem ter idade para participar dos movimentos em uma época em que a liberdade de expressão era sufocada pelos órgãos oficiais.

Na reportagem, Moka conta ainda sobre como se tornou professor de cursinho, e de sua relação com seus alunos na época. “Eu fazia Medicina e precisava ganhar dinheiro para me sustentar. Minha família não tinha condições de me manter. Fui à luta e passei a dar aulas de Química. Acertei em cheio. Eu adorava dar aulas. Não via a hora de correr pro colégio para estar naquele ambiente. Talvez seja por isso que eu era um dos professores mais populares do Objetivo Dom Bosco. Quando você faz o que gosta tudo fica mais fácil”, conta orgulhoso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada