Menu
SADER_FULL
sábado, 6 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Ex-prefeito em MS e a filha são investigados por suposta fraude em Campinas

30 Abr 2011 - 10h25Por Mídia Max

O ex-diretor do Departamento de Urbanismo da cidade de Campinas (SP), Ricardo Candia, que já foi prefeito de Corumbá (MS) é investigado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) por suposto envolvimento em fraudes em contratos de licitações da Senasa, Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento, empresa daquele município.

Além disso, segundo reportagem exibida nesta sexta-feira pela EPTVCampinas diz que Rafaela Costa Candia, filha de Candia, é dona de terrenos onde a prefeitura da cidade autorizou a instalação de torres de telefonia celular. Ricardo Candia está na lista de pessoas convocadas a prestar esclarecimentos ao Ministério Público sobre contratos suspeitos mantidos entre a Sanasa e empresas que estão sob investigação por supostas fraudes em licitações.

Denúncias

Uma das torres instaladas em áreas de propriedade de Rafaela Costa Candia, desde o ano passado, fica na rua Restinga, sem número, no Jardim das Andorinhas, em Campinas.

Na Junta Comercial do Estado de São Paulo, a EPTV confirmou que um dos sócios da CD Empreendimentos Imobiliários é Rafaela Costa Candia, filha do ex-diretor de urbanismo da prefeitura de Campinas.

De acordo com a denúncia recebida, outros terrenos, em várias áreas da cidade, estariam na mesma situação. Um dos documentos encaminhados à emissora comprova que o terreno na rua Restinga também pertence à Deneno e Deneno Ltda além de RP Corporações Ltda. Rafaela é sócia de duas dessas empresas. No caso da RP Corporações Ltda, até setembro de 2008, o pai dela, Ricardo Candia, consta como sócio.

Como as mesmas empresas são investigadas pelo MP por suspostas irregularidades em contratos com a Sanasa, todo os documentos recebidos pela EPTV foram encaminhados aos promotores na tarde desta terça-feira (19). O promotor José Tadeu Baglio disse que todas informações serão analisadas com a maior rigor e considerou a denúncia de grande valia para a investigação em curso no MP.

A EPTV entrou em contato por telefone com o coordenador de Comunicação da prefeitura de Campinas, Francisco de Lagos, que informou que Ricardo Candia ficou poucos meses na administração municipal. Ele explicou ainda que parte desse tempo como diretor de Urbanismo e outra parte como assessor da secretaria de planejamento.

De acordo com Lagos, Candia deixou a administração para cuidar de interesses particulares. Em relação aos contratos mostrados na reportagem, o coordenador de comunicação disse que não vai se manifestar porque não conhece os documentos e que Ricardo Candia não tem mais ligação com a prefeitura. Lagos acrescentou que não existe nada ilegal no fato de um integrante do governo alugar os terrenos de propriedade dele para particulares.

A EPTV entrou em contato por telefone com Rafaela Costa Candia, que preferiu não se pronunciar sobre o caso.

Outras denúncias

Ricardo Candia fez parte da equipe do prefeito Hélio de Oliveira Santos, desde o início da administração. Antes foi prefeito de Corumbá, no Mato Grosso do Sul. E no fim de 2009, perdeu direitos políticos por cinco anos por ter lesado cofres públicos em contrato para construção de redes de distribuição de energia elétrica rural.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
VAMOS PREVENIR
Igreja Adventista vota documento com orientações sobre cultos e reuniões
ALERTA AOS JOVENS
O que está por trás da alta das internações de jovens com covid
BRASIL EM PÂNICO
Brasil tem novo recorde de mortes por covid em 24 horas: 1.910
100 TRÉGUA
Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil
EXECUÇÃO NA MADRUGADA
Dona de bar é degolada e corpo encontrado nos fundos do estabelecimento