Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Ex-prefeito de Paranaíba impugnado em R$ 190 mil pelo TCE/MS

24 Jun 2010 - 14h23Por Dourados News
O ex-prefeito de Paranaíba, Manoel Roberto Ovídio terá que devolver ao cofre municipal o valor impugnado de R$ 190.000,00, devidamente atualizado, e ainda, pagar multa de 50 Uferms por irregularidades no repasse de recurso financeiro na realização da 4º Expopar e 5º Expoleite firmado entre a Prefeitura Municipal e a Associação Beneficente de Rio Brilhante/MS. Durante a sessão desta terça-feira (22.06.10) da 1º Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul TCE/MS, foram julgados 23 processos, sendo 16 considerados irregulares.

De acordo com o conselheiro relator, José Ricardo Pereira Cabral a prestação de contas do Termo de ajuste nº 024/2007, firmado entre a Prefeitura e o Sindicato Rural de Paranaíba foi considerada irregular. No processo nº 1353/2008 “a declaração do ordenador de despesas, informa que o órgão beneficiado pelo recurso, não está em débito quanto a prestação de contas de auxilio financeiro anterior, sendo emitida em 01/06/2007”.

Já a homologação e adjudicação do repasse financeiro ao Sindicato Rural de Paranaíba no valor de R$ 220.000,00 foi emitida em 19/04/2007 (Anterior a data da declaração); e as ordens bancárias de Números 179/115 (R$ 20.550,00), 215/141 (R$ 18.000,00) e 221/014 (R$ 14.950,00) totalizando R$ 53.500,00, referem-se a repasse de recursos financeiros após 01/08/2007, data limite estipulada na cláusula segunda do termo aditivo Nº 001/07, em desacordo com o cronograma de desembolso constante do plano de trabalho, qual seja, parcela única no mês de julho.

Ainda segundo o relatório voto do conselheiro, “também foram encontradas notas fiscais e recibos de valores “sem identificação do número do Termo de Ajuste, contrariando o item 5.2 do referido termo, e ainda, pagamentos efetuados às empresas Marcinho Costa Produção Artística Ltda no valor de R$ 130.000,00, Marly Lúcia da Silva Macedo – ME R$ 15.000,00 e Marcos Zanovelo R$ 45.000,00 por meio de recibos de pagamento, sendo que a forma correta seria a emissão de notas fiscais, já que se trata de pessoas jurídicas, assim passíveis de glosa o valor de R$ 190.000,00”. Não há documentos nos autos que comprovem a liquidação de despesas.

Também foram encontradas irregularidades no processo nº 5365/2009 da Prefeitura de Paranaíba referente ao contrato administrativo nº 079/2008 para aquisição e o fornecimento de gêneros alimentícios e materiais de consumo, destinados à manutenção das atividades das diversas secretarias municipais.

Segundo relatório voto do conselheiro Iran Coelho, e presidente da 1ª Câmara foi detectada ilegalidade no procedimento licitatório referente à tomada de preços nº 7005/2008, viciando a formalização do contrato administrativo nº 079/2008 pela não comprovação da pratica de atos obrigatórios – publicidade do edital nos termos do inciso I do artigo 311 c/c o inciso II (primeira parte) do artigo 312, ambos da resolução normativa TC/MS nº057/2006.

Por fim foi, aplicada multa de 200 Uferms ao ex-prefeito Manoel Roberto Ovídio por grave infração à norma legal, concedendo o prazo de 60 dias para que efetue o recolhimento ao Fundo de Desenvolvimento, Modernização e Aperfeiçoamento do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (FUNTEC).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada