Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Estudo da OMS mostra aumento da obesidade em 2015

25 Fev 2010 - 10h05Por Diário MS
A população mundial precisa estar mais atenta com a alimentação e com a própria saúde já que dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que no ano de 2015 cerca de 1,5 bilhões de pessoas sofrerão com a obesidade.

Para que isso não aconteça, uma forma preventiva pode ser adotada pela população como mudar o estilo de vida e hábitos alimentares. Apenas nos Estados Unidos, quase 400 mil cidadãos chegarão a óbito em razão as doenças coronárias em 2010.

“A obesidade está relacionada com várias doenças principalmente cardíacas e endócrinas, portanto, é importante o controle de peso e a realização de uma educação alimentar desde a infância”, explica o enfermeiro e tutor do Portal Educação, Alisson Daniel.

A pesquisa ainda afirma que a metade das mortes previstas poderia ser evitada se as pessoas comessem de forma mais saudável e deixassem o vício do tabaco. Dos anos 90 para cá, aumentou o crescimento no número de pessoas obesas e com diabetes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai