Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 22 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Estados se unem e criam cinturão de defesa fitossanitária

1 Jun 2007 - 13h48
O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) promoveu uma reunião esta manhã (1º) com representantes de empresas de auto guincho, Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) para discutir novas regras do serviço de guincho de veículos apreendidos.

 

        Segundo o diretor-presidente do Detran-MS, Carlos Henrique dos Santos Pereira, o objetivo é baratear o preço, gerar a opção ao usuário de escolher qual empresa vai efetuar o serviço e ampliar o volume de prestadores. Ficou definido na reunião que os representantes das empresas elaborem um valor de mercado para ser avaliado pelo Detran. “A idéia é amenizar a inadimplência do sistema. No ano passado, tivemos sete leilões de 2500 veículos apreendidos que não efetuaram nenhum pagamento”, diz. O diretor-presidente adiantou que esse recurso poderá vir de um fundo para as empresas.

 

        Os guinchos deverão ser credenciados e/ou cadastrados junto ao Detran para prestar o serviço regularmente. As credenciadas se responsabilizarão por eventuais prejuízos causados nos veículos durante o transporte até o Detran e as cadastradas não.

 

        O Superintendente Regional do Procon, William Douglas Brito, afirma que as novas regras protegem o consumidor uma vez que dão a opção de escolha inclusive fora das credenciadas. “O usuário vai poder chamar a empresa cadastrada de sua confiança”.

 

A nova portaria com as regras deverá ser publicada na semana que vem. “Ainda será criada na portaria uma Central de Atendimento onde funcionará um rodízio de apreensão, que é uma garantia de que todas as empresas credenciadas trabalhem sem preferência”, explica o diretor-presidente.

 

 

 

Notícias.ms

Deixe seu Comentário

Leia Também

Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos
VEJA VIDEO
Índio precisa buscar socorro a cavalo após ataque de onça