Menu
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
sexta, 3 de dezembro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Estado fornece kit de material de construção para assentados

21 Jan 2010 - 13h56Por MS Notícias

O programa habitacional do governo do Estado para a área rural vai beneficiar as famílias do assentamento Estrela, no município de Jaraguari, que receberam esta semana a boa notícia através do INCRA, de que serão construídas imediatamente mordias para as 176 famílias do local, com recursos federais. O montante assegurado pelo governador André Puccinelli complementa em R$ 1.200,00 o custo de cada moradia. Esse valor será repassado em forma de um kit de material de construção, que inclui cerca de 17 itens empregados na fase final da obra (portas, janelas, esquadrias e outros).

A informação foi repassada por Paulo Roberto Lucca, chefe da Divisão de Desenvolvimento do INCRA, aos moradores do assentamento na presença do presidente da Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso do Sul), Geraldo Teixeira de Almeida e de sua diretoria. As obras serão executadas em parceria com a federação, que ficará responsável pelo acompanhamento técnico das obras e cumprimento de cronograma.

Segundo Geraldo, o projeto aprovado pelos colonos é de casas com três quartos, lavanderia, sala, cozinha,banheiro e varanda, totalizando 74,75 metros quadrados de área construída pelo valor de R$ 15 mil por moradia (já inclusos aí o valor do kit do governo do Estado). As obras vão começar em março, quando o material básico será entregue a todas as famílias que vão dispor de R$ 1.500,00 para o pagamento de mão-de-obra, que deverá ser devidamente cadastrada junto ao instituto e à Fetagri.

O presidente da Fetagri, Geraldo Teixeira de Almeida participou da solenidade de lançamento das casas acompanhado da vice-presidente, Sandra Maria Costa Soares e dos diretores João Élson Ferreira (tesoureiro), Adão de Souza Cruz (política agrária e meio ambiente) e Alaíde Ferreira Telles (políticas sociais).

Apesar de cultivarem alimentos nas áreas que receberam, em torno de 6 a 10 hectares cada uma, as famílias ainda vivem em abrigos improvisados. A maioria em “casas de lona”, as mesmas que utilizaram às margens de rodovias ao longo de anos de espera pela tão sonhada terra cedida pelo processo de reforma agrária. “Mas a situação agora é outra. Eles estão nas terras que são suas onde podem plantar e planejar um futuro econômico digno”, afirmou Geraldo que luta ainda pela liberação do documento de contrato de concessão de uso, para que as famílias possam obter financiamentos e outros benefícios para poderem andar com as próprias pernas o quanto antes.

Tão logo fiquem prontas as 176 moradias (rebocadas, com pisos e telhado de barro), as famílias do assentamento Estrela vão receber energia elétrica. Os encanamentos d’agua já estão sendo fornecidos aos moradores que reclamam ainda outros benefícios como estrada, escola e linha de ônibus a Campo Grande e a Jaraguari. O assentamento está localizado à margem esquerda da rodovia BR 262, a pouco mais de 30 quilômetros de Campo Grande.

Leia Também

ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio