Menu
SADER_FULL
domingo, 28 de novembro de 2021
Busca
DOURADOS

Estádio Douradão vira risco de incêndio e dengue

17 Fev 2010 - 07h25Por O Progresso
Alvo de polêmica nos últimos dias, em função da impossibilidade de sediar jogos oficiais e da interdição por parte do Corpo de Bombeiros, a pedido do Ministério Público, o Estádio Frédis Saldivar, o “Douradão” continua recebendo pneus inservíveis para estocagem já que não existe outro local em Dourados para abrigar aquilo que é descartado das borracharias da cidade.

Mesmo depois da interdição por risco de incêndio os pneus chegam duas vezes por semana no Douradão oriundos de diversas borracharias.  O número de pneus estocados no Estádio Frédis Saldivar já passa de 30 mil, de acordo com um controle de entrada e saída feito por um funcionário da Fundação Nacional de Saúde designado especialmente para este trabalho.

O problema vem desde a administração passada, quando o eco-ponto de pneus deixou de funcionar e uma ala do Douradão, a que fica na parte do portão de emergência, foi designada para este fim.

DENGUE

Muitos destes pneus chegam com água ou algum tipo de umidade. Eles são empilhados somente depois de totalmente secos, de acordo com o funcionário público que atendeu a reportagem.

Ocorre que a falta de segurança no Estádio é cada vez mais preocupante. Constantemente, vândalos arrebentam os cadeados da porta que justamente dá acesso a todas as repartições do Estádio, inclusive onde ficam estocados os pneus. O local, totalmente abandonado, vem servindo de abrigo para que dependentes de drogas consumam os entorpecentes, o que aumenta ainda mais o risco de incêndio conforme atestou o Corpo de Bombeiros, que interditou o local na semana passada após uma vistoria solicitada pelo Ministério Público. “Nossa parte é identificar os riscos de incêndio e pânico; enquanto estes pneus estiverem no local, o risco de incêndio é iminente”, disse o relações públicas do Corpo de Bombeiros Tenente Edenilson.

Enquanto isso, Dourados segue sem ter onde depositar os pneus velhos. Informações dão conta de que uma empresa de cimento de Goiânia até tinha interesse pelos pneus, porém como o produto, mesmo inservível, passou a ser sobretaxado de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por parte do Governo do Estado, a empresa acabou recuando.

BORRIFAÇÃO

Na tarde de quinta-feira, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde fez a borrifação nos pneus para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, já que Dourados enfrenta epidemia da doença. Os fossos e várias outras partes do Estádio também concentram grandes quantidades de água. Uma infiltração na parede do Estádio, que há cerca de dois anos jorra água noite e dia, também tem alagado a parte onde antigamente funcionava a lanchonete do Frédis Saldivar.

Leia Também

# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho
MANIACO SEXUAL
Homem é filmado passando a mão em mulher no meio da rua
+ AUMENTO
Conta de luz deve subir mais de 20% no ano que vem, estima ANEEL
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 10,3 mil casos e 284 mortes em 24 horas