Menu
SADER_FULL
quarta, 3 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Esquadrão de MS ajuda vítimas da tragédia no Rio

17 Jan 2011 - 10h18Por Campo Grande News

O Esquadrão Pelicano, grupo de resgate da Força Aérea, sediado na Base Aérea de Campo Grande, trabalha na tragédia ocorrida na região serrana do estado do Rio de Janeiro.

Um helicóptero H-1H com seis militares a bordo decolou da Capital na manhã de ontem. A previsão era chegar na serra ainda ontem, mas o mal tempo impediu o pouso e por isso só hoje chegaram no destino final.

O mau tempo na região serrana só agravou a situação. De acordo com as últimas informações do portal G1, até às 10h30min, o número oficial de mortos era 608.

O governador Sérgio Cabral, decretou estado de calamidade pública em sete cidades da Região Serrana do Rio. São elas: Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Bom Jardim, São José do Vale do Rio Preto, Sumidouro e Areal.

De acordo com o portal G1, trabalham na limpeza, resgate, busca de sobreviventes e segurança, mais de 400 máquinas, entre helicópteros, caminhões e ambulâncias.

Esquadrão Pelicano -Além de realizar as missões de busca e resgate de aviões e embarcações desaparecidas em todo território nacional, os Pelicanos ainda prestam apoio em situações de calamidade, como aconteceu nas cheias de Santa Catarina em 2008, na Bolívia em 2007, e em diversas vezes no Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Filho de fazendeiro reclama de dor anal e mãe descobre estupro cometido por funcionário
BOA NOTICIA
Governo zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha
RIGOR DA LEI
Cidade vai multar em até R$ 60 mil quem descumprir decreto de combate ao Covid-19
PANDEMIA 100 FIM
Brasil tem 30.484 mortes por Covid-19 em fevereiro, 2º maior número em toda a pandemia
charge_gasolina 100 TRÉGUA
Facada: Petrobras anuncia novo aumento nos preços da gasolina e diesel
CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença