Menu
SADER_FULL
segunda, 20 de setembro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Espetáculo capta cultura regional e homenageia coreógrafa alemã

17 Out 2009 - 09h26Por Fátima News, com Assessoria

CAMPO GRANDE/MS - A jornalista, atriz, coreógrafa, artista plástica e diretora teatral, Blanche Torres, mostra mais uma vez sua tendência multimídia e multicultural - e por que não, antropofágica -  sem abrir mão das caracterizações específicas do Centro-Oeste brasileiro. No trabalho “COREOgeografiaMS”, que será apresentado dia 1º de novembro em Campo Grande/MS, pelo Grupo Dome, ela faz um apanhado bem apurado de personagens, situações e segmentos que formam a sociedade sul-mato-grossense.

Através de um texto e coreografia que homenageiam a coreógrafa alemã Pina Bausch, falecida em junho passado, Blanche ainda costura situações através de questões regionais como a cultura indígena, o poder do agronegócio e uma trilha sonora que vai de Helena Meirelles a Caetano Veloso, passando por Ney Matogrosso, Almir Sater, Tetê Espíndola e Uakti.

A diretora concebeu o espetáculo, que integra o projeto Dança MS e que tem o apoio do Governo do MS através do Fundo de Investimento Cultural (FIC). A bailarina Társila Bonelli, 26 (23 anos de experiência na dança), que integra o elenco do espetáculo, salienta que em sua carreira, Pina costumava conhecer com seus bailarinos, a realidade dos países onde realizavam as suas turnês, captando influências para o repertório de suas peças. “Desde o início dos ensaios em março deste ano, fazemos um trabalho semelhante”, conta, justificando as situações multifacetadas de um trabalho antropofagicamente cultural.
 
Ela ressalta que nas cidades em que o grupo Dome tem passado, a receptividade vem sendo surpreendente. “A platéia interage o tempo todo com o elenco; destaque para as seqüências como do leilão e a cena da mulher do fazendeiro que narra uma suposta traição da parte do marido”, cita Tarsila, acreditando que a dinâmica do espetáculo, deve-se ao fato do elenco contar com bailarinos de diversas formações e estilos, com vários tipos de corpos.

“Em vários momentos, vemos e ouvimos o público ter reações assistindo a peça, seja lembrando situações vividas na infância ou com os olhares atentos a crítica social implícita”, comenta o bailarino Flávio Calixto, 29, que tem experiência de oito anos de dança contemporânea.

O circuito do "COREOgeografia MS", já passou por Naviraí, Dourados, Itaporã, Amambaí e Maracaju. Em todos os lugares em que foi encenado o espetáculo teve público numeroso. No dia 18 de outubro, foi apresentado novamente no Teatro Municipal de Dourados. No dia 1º de novembro chega a Campo Grande no Teatro Prosa do Sesc Horto. Os ingressos podem ser adquiridos na Rua Anhandui, 200 no período das 8 às 19 horas. Mais informações pelo fone: (67) 3321-3181.

As apresentações do espetáculo serão finalizadas em Glória de Dourados, dia 7 de novembro. O elenco é formado por Andiara Pacco, Bruno Silva, Flávio Calixto, Luan Dalmaso, Liziane Zarpellon, Moisés Augusto, Rosana Segatto, Savana Rossato e Társila Bonelli.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões