Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Escolas terão um ano para incluir filosofia e sociologia

11 Ago 2006 - 13h45
Em um ano, professores de escolas públicas e privadas terão que ensinar mais de nove milhões de alunos a refletir sobre as situações cotidianas. O ministro da Educação, Fernando Haddad, homologou hoje o parecer nº 38/2006 do Conselho Nacional de Educação (CNE), que torna obrigatório o ensino de sociologia e filosofia no ensino médio. Os estabelecimentos terão um ano para se adaptarem à nova exigência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o ensino das novas disciplinas deverá ser ministrado em no mínimo duas horas de aula semanais. O ministro Haddad garante que as escolas vão receber todo o apoio necessário do governo para cumprirem regra, inclusive para modificarem os livros didáticos.

"Conseguimos criar uma regra flexível o suficiente para que os sistemas não tenham dificuldade em implantar essa novidade, atendendo o interesse do aluno em ter uma formação mais ampla durante o ensino médio, sobretudo uma formação crítica da sociedade em que ele vive, contextualizada para que ele possa ter uma vida de cidadão mais plena", afirmou o ministro.

Segundo o MEC, o ensino de filosofia já foi matéria dos currículos escolares, mas deixou de ser obrigatório em 1961 e dez anos depois foi excluído do currículo escolar oficial.

O professor de filosofia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e representante do Fórum-Sul Brasileiro de Filosofia, Emannuel Appel, teve aulas de filosofia quando cursou o antigo ensino clássico, hoje chamado ensino médio. Ele acredita que o ensino da filosofia nas escolas terá o papel de produzir alunos com autonomia intelectual.

"Hoje eu estou entendendo que ela (a filosofia) novamente tem um papel importante no sentido de fazer uma espécie de combate à uniformização produzida pela indústria cultural. Pensar é oferecer uma certa resistência, e a indústria cultural nos convida a um certo comodismo", afirma o professor.

O ensino de filosofia e sociologia já é obrigatório em 19 estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins. É opcional na Paraíba e no Rio Grande do Sul.

A Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) já começou a enviar às escolas públicas uma coleção de três livros com orientações sobre filosofia e sociologia. Dados da secretaria indicam que existem na rede pública 7.898 professores de sociologia e 10.452 de filosofia, mas nem todos têm formação específica. O MEC vai apoiar a formação dos professores do ensino médio por meio do Programa de Formação Inicial para Professores do Ensino Fundamental e Médio (Pró-Licenciatura) e o Programa de Incentivo à Formação Continuada de Professores do Ensino Médio.

De acordo com o Censo Escolar 2005, o Brasil possui 23.561 escolas de ensino médio, sendo 16.570 públicas e 6.991 privadas.

 

Terra Redação

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro