Menu
SADER_FULL
terça, 26 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Escola Pallotti de F. do Sul fará avaliação internacional

5 Ago 2006 - 11h00
Entre os dias 7 e 11 de agosto, alunos de 15 escolas da rede estadual de Mato Grosso do Sul participam do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), exame que visa analisar até que ponto os estudantes próximos do término da educação obrigatória adquiriram conhecimentos e habilidades essenciais para sua participação efetiva na sociedade. Farão a prova pelo menos 20 alunos de cada unidade escolar selecionada, na faixa de 15 anos de idade, que estejam cursando a 7ª ou a 8ª série do ensino fundamental ou qualquer das séries do ensino médio.

Ao todo no Estado, 21 escolas, entre estaduais, municipais e privadas, foram escolhidas pelo Ministério da Educação (MEC) para terem seus alunos avaliados em 80 questões de Leitura, Matemática e Ciências. Além disso, um dos diferenciais do Pisa é que os professores das disciplinas incluídas no teste e os diretores das instituições também passam por um exame. No Brasil, mais de 12 mil jovens farão a prova, tendo sido selecionadas 633 escolas em 390 municípios de todos os estados do País.

O Pisa foi implementado em 2000 e de três em três anos realiza suas avaliações em dezenas de países de todos os continentes. Em cada ciclo de provas há um domínio principal, tratado em profundidade, para o qual são dedicados dois terços do tempo de avaliação (o tempo total de prova é de quatro horas). No Pisa 2000 foi dada ênfase à Leitura. Em 2003 foi explorado o campo da Matemática e neste ano o foco será Ciências. O programa, no entanto, pretende ir além, examinando a capacidade dos alunos de analisar, raciocinar e refletir sobre seus conhecimentos e experiências, enfocando competências que serão relevantes no futuro.

Preparação

A diretora da Escola Estadual José Mamede de Aquino, Lucimar Eudociak, uma das participantes do programa, acredita que a escolha de alunos da unidade para o Pisa representa grande responsabilidade para a escola. “Temos que dar oportunidade aos nossos alunos e acreditar neles. Assim eles vão se interessar mais pelos estudos”, expõe a diretora que há cinco anos coordena as atividades na instituição localizada no Jardim Aeroporto, na Capital.

Segundo ela, os estudantes estão sendo preparados para a prova pela professora de matemática da escola, em aulas realizadas de acordo com os conteúdos de cada série. É a primeira vez que a instituição é selecionada para o Pisa e conforme Lucimar, o convite vem a colaborar com a política de inserção dos jovens em programas educacionais, como a Olimpíada de Matemática, concurso que teve, em 2005, a participação de estudantes do José Mamede.

Consórcio

O programa foi desenvolvido pelos países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e tem como objetivo auxiliar as nações participantes a desenvolverem melhores políticas públicas em Educação. Para sua aplicação em diferentes países, com sistemas educacionais e linguagens distintos, o Pisa conta com um Consórcio Internacional que envolve instituições de educação da Austrália, Japão, Estados Unidos e Países Baixos. O consórcio reúne especialistas de mais de 30 países.

Os alunos a serem avaliados foram escolhidos por meio de amostra feita pelo consórcio, que possui o cadastro do Censo Escolar, sem corte. As escolas participantes foram comunicadas em abril e, a partir daí, enviaram a lista de seus estudantes que atendem aos critérios de idade e de série estabelecidos. O Brasil vem se mantendo, desde 2000, como o único país sul-americano a compor o programa em todas as edições. Neste ano, 57 nações passam pelo exame, sendo cinco delas da América do Sul: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Uruguai.

Escolas

As escolas estaduais selecionadas para o Pisa em Mato Grosso do Sul são: Guaicuru (Anaurilândia), Estefana Centurion Gambarra (Dois Irmãos do Buriti), Rodrigues Alves (Itaporã), Manoel Ferreira de Lima (Maracaju), Comandante Maurício Coutinho Dutra (Sonora), Joaquim Murtinho, Waldemir Barros da Silva, Riachuelo, Dolor Ferreira de Andrade, José Mamede de Aquino (ambas de Campo Grande), Coronel Lima de Figueiredo (Maracaju), Camilo Bonfim, (Camapuã), Senador Filinto Muller (Ivinhema), Doutor Fernando Corrêa da Costa (Amambai) e Vicente Pallotti (Fátima do Sul). Com informações da
APn.

 

 

Fátima News

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amem o estrangeiro
LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS