Menu
SADER_FULL
quinta, 6 de maio de 2021
Busca
Brasil

Enem cobra uso de língua estrangeira em situações do dia a dia

14 Jul 2010 - 09h00

Pela primeira vez, a prova do Enem contará com questões de língua estrangeira --inglês ou espanhol, dependendo da opção feita pelo estudante na hora da inscrição, prorrogada até sexta.

Como no restante da prova, o objetivo é que o candidato seja capaz de aplicar seus conhecimentos às situações do cotidiano.

Perceber, por exemplo, a função ou o uso social de palavrinhas em inglês (como "new", "kids", "fashion") que aparecem em anúncios publicitários é uma das habilidades que podem ser cobradas no exame.

Desse modo, alunos que não dominam nenhuma das línguas estrangeiras, principalmente os oriundos de escolas públicas, não seriam tão prejudicados.

"Tenho só o básico, espero que não cobrem conteúdos muito profundos", diz Acsa Veloso dos Santos, 20, que quer usar o Enem para entrar em engenharia na UFABC, por meio do Sisu -sistema que oferece vagas com base na nota do Enem.

Ela optou pelo espanhol, mas não acha que a prova será mais fácil que a de inglês.
Felipe Marinho, 19, também prevê encontrar dificuldades na prova.

"Até pensei em fazer espanhol, porque é melhor pela compreensão de texto, mas acho que vão pegar na gramática. Preferi então o inglês, apesar de não dominar bem." Ele quer tentar uma vaga para filosofia pelo Sisu.

Mateus Prado, presidente do Instituto Henfil e responsável pelo "Guia Prático Novo Enem", diz acreditar que o MEC (Ministério da Educação) vai manter a proposta de não fazer "pegadinhas", mas, sim, de valorizar o raciocínio lógico.

"A prova deve avaliar se o estudante tem capacidade de continuar aprendendo. Eu apostaria principalmente na interpretação de texto."

Independentemente do conteúdo, Camilla Rimmer, 17, que estuda inglês na Cultura Inglesa, está mais confiante. "Acho que será uma prova fácil." Ela vai usar o Enem para tentar uma vaga na UFSCar.

A inclusão de línguas estrangeiras já estava prevista no novo Enem, modificado no ano passado. No entanto, ficou definido que essa cobrança só começaria neste ano para dar mais tempo para as escolas se adaptarem.


Deixe seu Comentário

Leia Também

VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo
VIOLAÇÃO
Vereador abre caixão para provar que idoso não morreu de covid; assista