Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 27 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Endividamento das famílias sobe a 64% em maio, diz pesquisa

18 Mai 2011 - 15h33Por Terra

O percentual de famílias brasileiras que dizem ter dívidas subiu de 62,6% em abril para 64,2% em maio, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgada nesta quarta-feira. Em maio de 2010, o levantamento apontou 58,7% de famílias endividadas.

Além disso, o número de famílias que afirmam não ter como pagar seus compromissos aumentou para 8,6% do total, ante 7,8% no mês passado. O aumento no percentual de famílias endividadas foi maior para aquelas com ganhos acima de dez salários mínimos, de 52,9% para 57,7%. Já as que têm renda mensal inferior a dez salários apresentaram alta de 64,4% em abril para 65,2% em maio.

De acordo com a CNC, tanto o percentual de famílias com contas ou dívidas em atraso e que não terão condições de pagar seus débitos estão no patamar mais elevado do ano de 2011 sem, contudo, superar os níveis observados em 2010 para o mês de maio. No entanto, a entidade vê a alta da inadimplência como "moderada".

"O crescimento dos empréstimos em ritmo mais rápido do que o da renda, o aumento do custo do crédito e o espaço reduzido para elevações nos prazos de financiamento estão levando a um maior comprometimento da renda das famílias brasileiras com dívidas. Esse fato, somado à elevação do custo de vida, sugerem uma elevação da inadimplência nos próximos meses", afirmou a CNC em nota.

Nível
Segundo a pesquisa, 17,5% das famílias disseram estar "muito endividadas", percentual acima do registrado em abril (15,7%) e também de maio de 2010 (13,7%). O tempo médio de comprometimento com dívidas também piorou. "Dentre as famílias endividadas, elevou-se de 6,6 meses para 6,8 meses, na comparação anual, sendo que 27,9% das famílias endividadas estão comprometidas com dívidas até três meses e 29,8% por mais de um ano."

Tipos
As despesas com cartão de crédito são o maior problema das famílias brasileiras. De acordo com a CNC, 71% dos pesquisados têm dívidas no cartão de crédito, em todos os tipos de renda. Para as famílias que ganham mais de dez salários mínimos, o segundo maior problema é o financiamento do automóvel, enquanto para as que têm renda menor é o pagamento de carnês.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO 2021
Turismo 2021: O que esperar do Turismo Brasileiro no próximo ano?
SUA SAÚDE
Carnes de bichos selvagens podem transmitir parasitas, vírus e até matar
SEU BOLSO
Petrobras reajusta gasolina e diesel em 5% a partir desta quarta-feira
SONHOS INTERROMPIDOS
Pais perdem filho de 7 anos em tragédia na BR-376: "Passaram o dia montando a casa para receber ele"
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
UTI LOTADAS
13 crianças com covid estão em estado grave em Cuiabá
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mãe descobre estupro ao desconfiar que filha de 12 anos tinha ciúmes do padrasto
VIRUS A SOLTA
Caixão com corpo que tinha identificação de risco biológico por Covid é achado em estrada
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem fez vídeo antes de morrer em acidente no Paraná: 'Devagar, motora'
FATALIDADE
Padre cai de pedra em cachoeira e corpo é encontrado em poço