Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 28 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Encontro da Fetagri sela compromisso de Zeca com movimentos sociais

27 Mai 2010 - 16h19Por Fátima News com Assessoria

A Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura) reuniu cerca de 150 lideranças de sindicatos, assentamentos e acampamentos, na manhã de hoje (27), no Centro de Formação São Vicente Pallotti, para discutir e aprovar uma lista de reivindicações que foram apresentadas ao pré-candidato a governador Zeca do PT. As propostas da Fetagri vão integrar o Programa de Governo do PT, disse Zeca, que na ocasião estava acompanhado de sua esposa, Gilda dos Santos, e firmou o compromisso de abrir um canal permanente de interlocução com os movimentos sociais, atendendo à cobrança feita por um trabalhador rural de Corumbá.

 

 

“Gostei da colocação feita pelo companheiro de Corumbá. Acho justo. Vamos criar esse canal para que chegue até o governador os anseios e as reivindicações dos sindicatos, dos assentamentos, das associações. Já disse que não tenho vaidade, esse pecado não tenho. Quero ser governador para devolver a este estado um projeto de futuro, com respeito, de relação harmoniosa entre todos”, afirmou.

 

 

As lideranças de trabalhadores rurais reunidas pela Fetagri foram unânimes na manifestação de apoio às propostas elencadas por Zeca para a agricultura familiar e para a reforma agrária. “Aqui temos lideranças de Sonora a Mundo Novo. Não deixamos ninguém de fora, que é para tirar um compromisso geral. Está todo mundo, toda a Fetagri aqui”, disse o presidente da federação, Geraldo Teixeira.

 

 

A Fetagri congrega cerca de 15 mil famílias de acampados ou cadastrados para receber terras pelo Programa de Reforma Agrária do governo federal, além de quase uma centena de assentamentos, estando presente nos 78 municípios do Estado.

 

 

Propostas

 

 

Zeca apresentou às lideranças de trabalhadores rurais suas propostas para a agricultura familiar e para a reforma agrária. O enfoque será a assistência técnica (maquinário, orientação, recuperação de áreas degradadas e apoio à produção), item que teve respaldo de todos os presentes. Representantes de vários assentamentos reclamaram das dificuldades para produzir devido à falta de assistência técnica e por não haver uma política de recuperação das áreas degradadas.

 

 

Outro compromisso firmado por Zeca e Gilda com os trabalhadores rurais foi o imediato retorno dos programas sociais. “Isso eu quero cobrar do André no debate. Vou perguntar: André, por que você foi na televisão e chorou, dizendo que não ia acabar com os programas sociais, e uma semana depois de empossado cortou tudo, acabou com tudo”, frisou.

 

 

O Programa Segurança Alimentar atendia quase 60 mil famílias de trabalhadores no campo, nas cidades e nas aldeias indígenas. O Bolsa-Escola, outras 20 mil famílias. Zeca lembrou ainda dos programas Cursinho Popular e Bolsa Universitária, que possibilitavam ao jovem de baixa renda cursar uma faculdade, e o Banco do Povo, uma esperança para pequenos empreendedores que precisavam de um impulso para incrementar ou abrir o próprio negócio.

 

 

Os programas sociais serão recriados logo nos primeiros dias de janeiro de 2011, caso vença as eleições, disse Zeca. “E vamos garantir às famílias dos acampados pelo menos seis meses de cesta básica, depois que sair o lote, até que comece a produzir e a tirar o sustento da terra”, completou.

 

 

Estavam presentes ao encontro, também, três vereadores. Um deles, Vanderlei Barbosa, do DEM de Rio Brilhante, disse em pronunciamento que tem Zeca “no coração” e está muito próximo de declarar apoio oficial ao pré-candidato do PT, apesar de seu partido estar alinhado com o governador André Puccinelli. 

 

 

O encontro terminou com um arroz carreteiro, ali mesmo no refeitório do Centro de Formação São Vicente Pallotti.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados
BRASIL - 157.397 MORTES
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
ALIVIO NO BOLSO
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir desta terça (27)
BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência