Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Enchentes na Etiópia deixam quase 200 mortos

7 Ago 2006 - 13h00
Quase 200 pessoas estão mortas e centenas desaparecidas depois de enchentes terem atingido uma cidade do leste da Etiópia no final de semana, afirmou a polícia na segunda-feira.

O rio Dechatu inundou a cidade de Dire Dawa no sábado à noite, afogando e deixando presas várias pessoas que dormiam. O número de mortes vem subindo à medida que a polícia realiza operações de recuperação dos corpos.

"Estão mortas 199 pessoas, e temos outras 300 desaparecidas. Os números baseiam-se em relatos de parentes e de nossas autoridades", disse à Reuters o inspetor de polícia Benyam Fikru.

As operações foram suspensas durante a noite na cidade, localizada nas planícies do leste da Etiópia, a 525 quilômetros a leste da capital do país, Adis-Abeba. As buscas deveriam ser retomadas na segunda-feira.

As fortes chuvas nas áreas de montanha da Etiópia durante a temporada de junho a agosto costumam fazer com que os rios das planícies transbordem. Milhares foram tirados de suas casas nas chuvas deste ano, e a cheia mais recente em Dire Dawa destruiu ao menos 220 casas.

Na semana passada, o governo afirmou ter resgatado cerca de 15 mil agricultores de vilarejos das planícies, levando-os para áreas seguras.

Nas ruas, podia-se ouvir o choro de muitas pessoas que procuravam pelos desaparecidos ou escavavam os destroços em busca de seus entes queridos. A moradora Zeimeda Mohamed Hussein, de 35 anos, afirmou que as águas a acordaram no sábado à noite, mas não teve tempo de salvar sua mãe e seu filho.

"Quando acordei, vi minha casa cercada pela água. Tentei segurar meu filho e minha mãe idosa para levá-los a um lugar seguro, mas já era tarde demais. Eles tinham sido levados pela água", afirmou a mulher à Reuters. Os corpos dos dois já foram achados.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro etíope, Meles Zenawi, visitou a área atingida, prometendo ajudar as vítimas das enchentes.

"Vamos prover ajuda emergencial na forma de alimentos e de assistência. E vamos garantir que as pessoas consigam uma nova casa o quanto antes", afirmou.

A Comissão de Prevenção e Prontidão para Desastres, um órgão do governo da Etiópia, fez um apelo por doações.

Alguns moradores culparam as autoridades locais pelo desastre e disseram que o número de mortos poderia ser duas vezes o divulgado oficialmente.

"Há muitas pessoas que ainda estão soterradas debaixo da areia", afirmou Mohamed Nur Ahmed, de 40 anos. "O número de mortos está errado. Ele pode ser o dobro disso."

 

Reuters

Leia Também

BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)
FOTO: REDES SOCIAIS DESCARGA FATAL
Jovem morre ao desligar geladeira da tomada após queda de raio