Menu
SADER_FULL
terça, 2 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Empresa firma empreendimento de R$ 410 mi em MS

11 Abr 2007 - 05h03
O governador André Puccinelli assina amanhã, às 12 horas, na governadoria, um termo de acordo com o Grupo Brasilinvest Energia Ltda., para instalação de um complexo de agroenergia, em Maracajú. Conforme projeto protocolado junto ao CDI (Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado), vinculado a Seprotur (Secretaria de Produção), o investimento de R$ 410 milhões prevê a produção de oleaginosas, instalação de uma unidade de esmagamento de grãos e a industrialização de biodiesel.

A implantação do projeto será divida em duas etapas. Na primeira, o aporte será de R$ 150 milhões para a construção da indústria de biodiesel, quando deve gerar 150 empregos diretos e produzir 110 milhões de litros/ano. Nessa fase 100% da produção será destinada ao mercado nacional.

Já na segunda, R$ 250 milhões serão investidos no projeto integrado de produção de oleaginosas e na indústria de esmagamento de grãos, com a geração de 500 empregos diretos e produção de 600 mil toneladas de grãos/ano. Nessa etapa 40% será para exportação, 30% para outros estados e 30% ficará em Mato Grosso do Sul. As obras devem ser iniciadas em 60 dias sendo que todo o complexo deve estar em funcionamento até 2010.

INTEGRAÇÃO

Conforme a secretária de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, o modelo pretende intensificar a produção regional em um raio de até 150 quilômetros, partindo de Maracajú. Ainda segundo ela, a área de ação irá envolver os produtores dos municípios de Sidrolândia, Campo Grande, Jardim, Guia Lopes, Ponta Porã, Dourados e Rio Brilhante.

“Trata-se de um investimento que contemplará pequenos, médios e grandes produtores”, comenta ela ao explicar que o Grupo também prevê a integração da produção dos assentamentos da região, respeitando o conceito do “combustível social”.

Além do importante aporte financeiro, o grupo destacou a localização geográfica do município de Maracajú onde será sediado o projeto, como de fácil logística, permitindo acesso a mais importante região produtora de grãos do Estado, e escoamento da produção, tanto por via terrestre, rodovia e ferrovia para as principais regiões consumidoras no Sudeste, como para a exportação direta via hidrovia do Rio Paraguai.

PIONEIRISMO

Fundado em 1975, o Grupo Brasilinvest responde hoje por mais de 3 bilhões de dólares em investimento no Brasil e vários continentes, contando com 80 parceiros em 25 países. Atualmente acumula um patrimônio líquido de R$ 350 milhões e se encontra entre os 150 maiores grupos do País. Na área de bioenergia, o empreendimento em Mato Grosso do Sul é o primeiro investimento do Grupo.

Participam do ato nesta quarta-feira a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias; o superintendente de Indústria e Comércio da Seprotur, Jonathas Camargo; o presidente da Brasilinvest, Mário Garnero; o presidente do Conselho de Administração da Caramuru, integrante do Grupo, Alberto Borges de Souza e a gerente de Projetos, Raquel Giasset.
 
 
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados
EPICENTRO DA COVID-19
Brasil aproxima de 30 mil mortes pela Covid-19
MEMORIAL
Os brasileiros que perderam a vida na Pandemia do Coronavírus