Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 30 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Em um ano, dengue sobe para 787 casos

6 Jan 2010 - 06h20Por Dourados Agora

Os casos confirmados de dengue, que passaram pelos registros da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, chegam a 787 no período de janeiro de 2009 a janeiro de 2010.
Ao todo, em um ano, foram 1.192 casos notificados, conforme o último boletim da Vigilância Epidemiológica divulgado ontem. Desses, apenas 350 deram negativos. Ainda existem 62 casos pendentes, ou seja, de pessoas que sentiram os sintomas da dengue, fizeram o exame, mas não receberam o resultado ainda.
O excesso de chuva, aliado ao calor intenso que tem feito nos últimos dias em Dourados, são combinações perfeitas para o aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, dizem os especialistas.
Em Dourados, a preocupação dos moradores tem aumentado diante dos casos que surgem a cada dia, mas mesmo assim, apesar de todas as orientações, os agentes de saúde, que fazem o trabalho permanente de visita nas residências se deparam diariamente com focos do mosquito nas casas.
De acordo com o coordenador de endemias do Centro de Controle e Zoonoses (CCZ), Sebastião Aparecido Marcondes, antes do final do ano, os bairros mais atingidos eram os da região Norte, que incluem o Jardim Piratininga e Santa Brígida. Outra região bastante visada é o Parque do Lago e Jardim Florida I e II.
Segundo ele, além do trabalho de rotina, a intenção é realizar neste inicio do ano, em pleno verão, um trabalho diferenciado, com mutirões nos bairros, onde houver o maior número de confirmação da doença.
O coordenador informou que CCZ e a Secretaria Municipal de Saúde, estão realizando um levantamento para detectar os bairros onde o índice de infestação se concentra em maior intensidade, para realizar campanhas de conscientização e limpeza nos bairros. "Estamos passando por um período bastante critico, e se não nos mobilizar logo, podemos perder a guerra contra a dengue", avisa.
GARRAFAS - Na semana passada um mutirão organizado por agentes do CCZ flagrou em uma casa mais de 10 mil garrafas de vidro. A residência está localizada no Jardim Flórida II, um dos bairros onde o índice de infestação da dengue preocupa. O flagrante foi feito mediante uma denúncia de moradores, que estão preocupados com o aumento da dengue na região.
As garrafas foram localizadas na casa de um homem conhecido como ‘Paulo do Osso’. Ele não ofereceu nenhuma resistência quanto à remoção dos entulhos. "Ele disse que juntava garrafas para vender e não tinha condições de transportá-las até o local da venda, por causa dos problemas de saúde", informou Marcondes.
Segundo o coordenador, as garrafas vinham sendo juntadas há pelo menos oito anos. Muitas delas estavam cheias de água e larvas de mosquitos. Pelo menos cinco focos do mosquito foram localizados entre os vidros.

Leia Também

PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho