Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 1 de dezembro de 2021
Busca
Brasil

Em três anos, MS fecha contas com superávit de R$ 600 milhões

29 Dez 2009 - 09h06Por TV Morena

No período de 2007 a 2009 o Estado fechou as contas com superávit, disse o governador André Puccinelli em entrevista ao Bom Dia MS. Segundo o governador, neste exercício, no entanto, devido ao subfaturamento do gás natural e queda na receita em razão da crise, as contas devem fechar com déficit entre R$ 220 e R$ 250 milhões. Apesar do quadro de crise, que começou a se desenhar em outubro do ano passado, o governo não parou de investir em programas sociais e obras de infra-estrutura.

O governador disse que os fundos, que tem receita própria, estão sendo usados para manter os programas de assistência e atender demandas reprimidas na área social, como a construção de casas. O Fundo de Combate á Pobreza e o Fundo de Investimentos Socials bancam o Vale Renda para 100 mil famílias, programas habitacionais e ações nas áreas de educação e saúde indicadas por meio de emendas parlamentares. A Cide e o Fundersul complementam os investimentos em obras viárias. Em três anos, segundo Puccinelli, foram asfaltados e recuperados 1.700 quilômetros de estradas estaduais e construídos 80 anéis rodoviários.

O desempenho no sistema rodoviário estadual e os investimentos em rodovias federais colocam Mato Grosso do Sul em primeiro no ranking dos estados que tiveram mais obras em infra-estrutura, na frente do Pará, Bahia, Rondônia e Tocantins, segundo estudos da Revista Exame.

André Puccinelli fez rápido balanço nesta terça-feira, observando que Mato Grosso do Sul também está recebendo grandes investimentos da iniciativa privada no setor industrial. O governador confirmou a instalação de fábrica de fertilizantes da Petrobras em Três Lagoas, mais uma fábrica de celulose e papel entre Inocência e Selvíria, além da Portucel em Brasilândia e ampliação da VCP em Três lagoas. A Vetorial e Citrel também projetam a instalação de duas siderúrgicas para produção de aço. A expectativa é de produção de até 2 milhões de toneladas de aço. Hoje no Estado é feita apenas a lavra e a produção do ferro-gusa e ferro-liga.

O governador também mencionou a perspectiva de Mato Grosso do Sul passar da 5ª para a 2ª posição no ranking de produção de álcool. Hoje o Estado produz 2,5 bilhões de litros e, chegando ao volume de 6 bilhões de litros, tornaria o alcoolduto viável.

No rápido balanço das ações de governo nos últimos três anos, o governador mencionou o programa Viva a Vida na área de saúde, que regionalizou o atendimento em 16 municípios, criando polos em Naviraí e Amambai e construção de quatro hospitais; reforma e ampliação de 204 das 366 escolas, além de compra de kits de materiais e uniformes escolares; e incorporação de mais 1.000 policiais militares, além da formação de 400 novos policiais civis, peritos criminais, agentes penitenciários e bombeiros, aparelhamento da Segurança Pública com armamento, equipamentos e compra de 750 novas viaturas.

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto