Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 20 de maio de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Brasil

Em noite de Wallyson e do banco de reservas, Cruzeiro goleia Guaraní-PAR

22 Fev 2011 - 09h15Por Globo Esporte

Após arrasar o Estudiantes em sua estreia na Taça Libertadores, fazendo 5 a 0 no algoz argentino, o Cruzeiro confirmou seu favoritismo ao golear o Guaraní, do Paraguai, por 4 a 0, e chegou à liderança isolada do Grupo 7 da competição, com seis pontos e nove gols de saldo. Mais uma vez o atacante Wallyson brilhou, marcando os dois primeiros gols da Raposa. Quando o jogo já estava liquidado, Farías e Thiago Ribeiro, que entraram no decorrer da partida, fizeram um cada e fecharam a conta. (Veja os gols da partida ao lado).

Já o Guaraní segue na lanterna, sem nenhum ponto - perdeu na primeira rodada por 1 a 0 para o Tolima, na Colômbia. O time paraguaio recebe, no dia 9 de março, o Estudiantes, em Assunção, no Paraguai.

O Cruzeiro dá um tempo na competição sul-americana e volta as suas atenções ao Campeonato Mineiro. No próximo sábado, o time celeste vai a Teófilo Otoni encarar o América local, às 16h. Pela Libertadores, volta a campo no próximo dia 2, contra o Tolima, no estádio Manuel Murillo Toro. Será o primeiro jogo da equipe mineira fora de casa.

Estrela de Wallyson continua a brilhar

O horário da partida prejudicou alguns torcedores, que chegaram ao estádio com o jogo já em andamento. Um grande congestionamento nas proximidades de Sete Lagoas fez com que a Arena do Jacaré ficasse com espaços vazios nas arquibancadas durante boa parte do primeiro tempo. Atração à parte, o goleiro Pablo Aurrecochea, conhecido por seus uniformes excêntricos, manteve a tradição. O arqueiro paraguaio foi para o jogo com uma camisa cinza com estrelas roxas e o personagem de desenho animado Bart Simpson estampado no peito. Ele possui uma coleção com 50 modelos diferentes.

Ao contrário do que o técnico Cuca havia anunciado após o último treino, por causa da contusão de Gilberto, Pablo atuou na lateral direita, e Diego Renan, na esquerda, sua posição de origem. Empolgada pela goleada sobre o Estudiantes na estreia, os cruzeirenses levaram o primeiro susto aos nove minutos. Escobar cabeceou na trave direita de Fábio, e o silêncio momentaneamente tomou conta das arquibancadas. Aos poucos o Cruzeiro foi dominando a partida, só que esbarrava na forte defesa paraguaia. Com duas linhas de quatro defensores, o Guaraní apostava nos contra-ataques.

Se com a bola rolando estava difícil, a bola parada surtiu efeito. Após cobrança de escanteio, aos 29, Wallyson pegou o rebote de primeira e chutou no canto para abrir o placar. Foi o quarto gol do atacante na temporada, o terceiro na Libertadores. Com a vantagem, a Raposa diminuiu o ritmo e teve tempo de tomar outro susto ainda na primeira etapa. Após levantamento para a área, a defesa tentou fazer linha de impedimento, mas falhou. Filipini cabeceou sozinho e por muito pouco não empatou o jogo.

A segunda etapa começou sob forte chuva, mas nem a água foi capaz de acalmar o ímpeto do Cruzeiro, que, incentivado pela sua torcida, foi com tudo para definir a partida. O Guaraní não conseguia passar do seu campo. E mais uma vez Wallyson mostrou ter estrela ao ampliar o marcador aos 18 minutos. Montillo cruzou, o atacante dominou e tocou na saída de Aurrecochea.

O gol desmontou toda a motivação do time paraguaio, e o Cruzeiro passou a jogar no contra-ataque, esperando sempre o erro do adversário. O que se viu a partir daí foi a equipe da casa abusando do direito de perder gols. A Raposa pecava no último passe.

No lado dos visitantes, o volante Pedro Chavez protagonizou uma cena hilária para os torcedores do Cruzeiro. Ele entrou no lugar de Ithurralde, mas foi substituído cinco minutos depois. Ao deixar o campo, Chavez jogou a camisa no chão e esbravejou contra o técnico Carlos Compagnucci. Delírio nas arquibancadas.

E o que já estava bom ficou muito melhor a partir dos 40. Num rápido contragolpe, Dudu foi acionado na esquerda e bateu cruzado para a área. Esperto, Farías entrou livre e empurrou para a rede. E teve tempo para mais. Já batidos em campo, os paraguaios passaram a assistir ao toque de bola da Raposa, e dois minutos depois Thiago Ribeiro carregou a bola sem ser incomodado. Da intermediária soltou uma pancada, e a bola morreu quase no ângulo de Aurrecochea. Mais uma goleada do envolvente time do Cruzeiro.

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

Saúde Delicada
O Ator Tony Ramos passa por cirurgia de emergência na cabeça para tratar sangramento cerebral no RJ
Ajude o RS
Culturamense registra a devastação de Lageado durante entrega de 21 toneladas de donativos
Fotos: Saul Schramm BOMBEIROS DE MS EM AÇÃO NO PANTANAL
Para combater incêndios florestais no Pantanal, Governo de MS instala bases dos bombeiros em 13 área
SOLIDARIEDADE AO RIO GRANDE DO SUL
De Fátima do Sul e Culturama: Carreta com 17 toneladas de donativos chega a Roca Sales, RS
OLHA A HISTÓRIA
Mulher fica em coma por 17 dias após tomar remédio para cólica

Mais Lidas

Foto: reprodução internetNOVA FRENTE FRIA
Nova frente fria derruba temperaturas em MS; confira a previsão
EXPORAMA 2024EXPORAMA 2024 - VEJA PROGRAMAÇÃO
Com Laço, Rodeio, Shows e entrada franca, prefeita anuncia programação do aniversário de CULTURAMA
FÁTIMA DO SUL DE LUTO
Fátima do Sul se despede de Nivalda Pinheiro, Pax Oliveira informa sobre velório e sepultamento
Mulher pode ter matado filho na capital paraguaia / Reprodução ABC ColorTRAGÉDIA FAMILIAR
Mãe mata filho de 05 anos enforcado e é achada morta
Brasil
Conheça os finais dos principais personagens de "América"