Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Em Coxim, 46% dos cães tem leishmaniose

1 Jul 2010 - 10h38Por Coxim Agora
Um levantamento feito pela Vigilância Sanitária do município de Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande, revelou um dado alarmante: de 344 cães examinados no bairro Vila Bela, 46% estavam contaminados pelo protozoário causador da leishmaniose.

A doença é transmitida ao homem pela picada de mosquitos flebotomíneos, também chamados de mosquito palha.

De acordo com informações do site Coxim Agora, não há registros de casos em humanos neste ano, mas a presença da doença em cães é sinal de alerta para que a população adote medidas preventivas, como limpar os terrenos baldios e a não deixar matéria orgânica acumulada.

Para cães infectados, a preconização dos órgãos de saúde é a eutanásia, uma vez que embora o animal tratado não manifesta sintomas continue sendo hospedeiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos