Menu
SADER_FULL
sábado, 31 de julho de 2021
Busca
Brasil

Em Coxim, 46% dos cães tem leishmaniose

1 Jul 2010 - 10h38Por Coxim Agora
Um levantamento feito pela Vigilância Sanitária do município de Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande, revelou um dado alarmante: de 344 cães examinados no bairro Vila Bela, 46% estavam contaminados pelo protozoário causador da leishmaniose.

A doença é transmitida ao homem pela picada de mosquitos flebotomíneos, também chamados de mosquito palha.

De acordo com informações do site Coxim Agora, não há registros de casos em humanos neste ano, mas a presença da doença em cães é sinal de alerta para que a população adote medidas preventivas, como limpar os terrenos baldios e a não deixar matéria orgânica acumulada.

Para cães infectados, a preconização dos órgãos de saúde é a eutanásia, uma vez que embora o animal tratado não manifesta sintomas continue sendo hospedeiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos