Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
Brasil

Em casa, São Paulo só empata com o Coritiba

8 Out 2009 - 10h22Por Globo Esporte

Depois de conquistar uma vitória épica sobre o Náutico, no Recife, na rodada anterior, o São Paulo vacilou no Morumbi e deu chance ao Palmeiras de abrir sete pontos de vantagem na liderança do Brasileirão. Na noite desta quarta-feira, a equipe empatou por 2 a 2 com o Coritiba. Com 49 pontos, o Tricolor agora tem que secar o time de Muricy Ramalho, que tem 53 e recebe o Avaí no Palestra.

O time de Ricardo Gomes, porém, pode até mesmo perder a vice-liderança do Brasileirão para o Atlético-MG. O Galo tem 47 pontos e enfrenta o Botafogo nesta quinta-feira, no Engenhão.

Para o Coxa, o resultado não pode ser considerado de todo ruim. A equipe chegou aos 34 pontos em 16º lugar. Mesmo que o Botafogo vença, os paranaenses terão cinco de vantagem sobre o Santo andré, que será o primeiro time a fazer parte da zona de rebaixamento, em 18º com 29 pontos.

O São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, às 16h10m, quando encara o Flamengo, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. No mesmo dia, só que às 18h30m, o Coritiba recebe o Barueri, no Couto Pereira.

Virada paranaense

Agito do começo ao fim. Assim foi o primeiro tempo do duelo entre São Paulo e Coritiba. O time visitante chegou primeiro com perigo, logo aos 4 minutos. Depois de bobeada da zaga tricolor, a bola sobrou para Marcelinho Paraíba chutar rasteiro. Rogério Ceni, porém, caiu tranquilo para fazer a defesa.

Um minuto depois, o Coxa voltou a levar perigo ao gol são-paulino. O argentino Ariel arriscou de fora da área e mandou por cima do travessão. Apesar do ímpeto ofensivo do rival, o Tricolor logo tomou conta da partida. Aos 7, Hernanes rolou para Jean, que achou Adrián Gonzalez livre na direita. Mas ele cruzou mal.

Aos 8, pelo lado esquerdo, a jogada foi melhor. Jorge Wagner cruzou rasteiro, e Borges chegou de carrinho para finalizar. Mas o goleiro Edson Bastos levou a melhor. Dois minutos depois, Dagoberto arriscou de fora da área e mandou por cima. O atacante teve nova chance aos 16, após toque de Adrián Gonzalez, mas sem sucesso.

Soberano em campo, o São Paulo continuou a pressão. Aos 17 minutos, após vacilo da zaga do Coxa, Jorge Wagner avançou no contra-ataque e bateu cruzado para fora. Um pouco depois, aos 19, Dagoberto deu belo passe de calcanhar para Hugo. Mas o meia chutou o chão antes de pegar na bola, facilitando para Edson Bastos.

O gol do Tricolor parecia apenas questão de tempo. E assim foi. Aos 23 minutos, Leandro Donizete perdeu a bola para Hernanes na intermediária. O camisa 10 do São Paulo entrou na área, ajeitou para a perna esquerda e bateu forte. Edson Bastos falhou, e a bola entrou no fundo do gol: 1 a 0.

Com o placar aberto, os anfitriões preferiram recuar em vez de manter a força ofensiva. E se deram mal por isso. Aos 37, Carlinhos Paraíba bateu de fora da área, Rogério Ceni defendeu, mas, no rebote, Renatinho chutou forte para empatar. Já aos 41, uma jogada rara: Marcelinho Paraíba bateu escanteio fechado e marcou um gol olímpico: 2 a 1. A zaga tricolor, assim como Rogério Ceni, ficou parada, sem tentar interceptar.

Pressão tricolor

O São Paulo voltou para o segundo tempo com uma alteração forçada. André Dias sentiu o joelho no último lance da etapa inicial e deu lugar ao atacante Oscar. Assim, o técnico Ricardo Gomes deixou de ter três zagueiros para ter três atacantes. E logo no primeiro minuto, Oscar mostrou que estava com vontade.

O garoto aproveitou sobra na entrada da grande área e chutou forte para fora no primeiro minuto. Aos 2, por muito pouco o Tricolor não chegou ao empate. Dagoberto fez belo cruzamento da direita para Hugo cabecear. Edson Bastos fez grande defesa. Os anfitriões voltaram a assustar com Ceni, de falta, aos 12, mas a bola foi por cima.

Apesar do melhor momento tricolor em campo, a equipe do técnico Ricardo Gomes tinha dificuldade para concluir a gol. Melhor para o Coritiba, que se aproveitou do desespero do adversário para se arriscar no campo de ataque. Foi assim aos 18 minutos, quando Marcelinho Paraíba bateu rasteiro, à direita de Rogério Ceni.

Mas o São Paulo não desistiu. Aos poucos, o time tricolor foi se organizando, tocando melhor a bola... até chegar ao gol de empate aos 21 minutos. Após passe de Jean em profundidade, Oscar dominou, cortou um zagueiro e chutou. Edson Bastos defendeu, mas no rebote Washington, oportunista, bateu para o fundo do gol.

Formado nas categorias de base do Tricolor, Oscar mudou bastante o estilo de jogo do São Paulo. O garoto, de 18 anos, deu mais mobilidade aos donos da casa. Aos 32, aliás, ele arrancou no contra-ataque e deu belo passe para Washington, mas o camisa 9 da equipe do Morumbi chutou mal, longe do gol de Edson Bastos.

Apesar de todo o esforço do São Paulo, o gol da vitória não saiu. Já o do Coxa esbarrou na trave, em grande tabelinha que Marcos Aurélio concluiu, aos 46 minutos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade