Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 13 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Em apenas uma barraca, Vigilância apreende 200 kg de carne em Dourados

1 Mar 2010 - 06h04Por Dourados News

Em apenas uma barraca na Feira Livre de Dourados, a Vigilância Sanitária, durante fiscalização neste domingo (28), apreendeu 200 quilos de carne. De acordo com informações da promotoria da Defesa do Consumidor, esse tipo de mercadoria foi proibido de ser comercializada e o comerciante poderá ser notificado após a apreensão e ainda receber multa.

 

Proibição

Carne in natura, o leite, queijo, o frango abatido e linguiça não poderão mais ser comercializados, segundo ordem assinada pela promotora de Defesa do Consumidor, Cristiane do Amaral Cavalcante.

Os comerciantes deverão ter cuidados com a higiene e ainda terão de vender produtos com rotulagem: selo do Simd (Serviço de Inspeção Municipal) e alvará de funcionamento, que atende a lei 1293 de 1.992 do Código Sanitário Estadual.

O feirante que for encontrado comercializando esses produtos será notificado e, em caso de reincidência, o Ministério Público Estadual poderá aplicar multas de até R$ 8 mil e ação judicial.

 O material apreendido será levado para o aterro sanitário.

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas