Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Em 2007, MS pretende arrecadar R$ 135 mi com IPVA

4 Dez 2006 - 07h54
O governo publicou no Diário Oficial do Estado (edição do dia 10 de novembro) tabela com valores correspondentes a veículos usados, que servirá como base de cálculo para o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) de 2007. Se todos os contribuintes pagarem corretamente, serão arrecadados R$ 135 milhões. Estão mantidos o desconto de 10% para pagamento à vista, até 31 de janeiro de 2007, ou parcelamento em três vezes, nesse caso sem desconto.

A Secretaria de Estado de Receita e Controle (Serc) previa arrecadar neste ano R$ 120 milhões com IPVA. Na primeira quinzena de novembro tinham sido totalizados R$ 119,8 milhões, segundo o chefe do setor de Outros Tributos da Serc, Enio Brandalise. Ano passado a meta era de arrecadar R$ 105 milhões. O apurado chegou a R$ 100 milhões.

O índice de inadimplência do IPVA em Mato Grosso do Sul tem caído desde a adoção da tabela da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) como base para avaliação da frota (o que ocorre desde 2003). “Essa taxa tem caído muito. Em 2006 está inferior a 5%. Com o uso da Fipe, diminuíram os números”, afirma Brandalise.

O pagamento poderá ser efetuado em três parcelas, nos meses de janeiro (com vencimento dia 31), fevereiro (até dia 28) e março (até dia 30). Mato Grosso do Sul utiliza a Fipe como referência nas cobranças.

“Inclusive as reclamações protocoladas foram minimizadas”, admite Brandalise. Em 2006 chegou-se a 14, menos que o dobro do ano anterior. Esse fato para ele demonstra o sucesso da nova base de cálculo. “A [tabela da] Fipe é a mesma utilizada pelas companhias de seguro. Ela tem precisão e credibilidade.”

A fundação faz levantamento dos valores de mercado de cada veículo e estipula as faixas de pagamento. No IPVA, para automóveis, são cobrados 2,5% de seu valor. No caso de motocicletas, a taxa é de 2% e caminhões, ônibus, microônibus e utilitários, 1,5%.


Distribuição – Metade do dinheiro arrecadado em Mato Grosso do Sul com o IPVA é destinada ao município de emplacamento do veículo. Os 50% restantes ficam no Tesouro Estadual.

De acordo com dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a frota de veículos em Mato Grosso do Sul era de mais de 519 mil em 2003 – ano do último levantamento – e, só em Campo Grande, eram de mais de 224 mil.


Prazos – Brandalise lembra que o pagamento do imposto pode ser executado em três vezes em 2007. “A emissão do boleto bancário pode ser feita pelo site Serc. A secretaria pode ou não mandá-lo via Correio. Esse serviço não é obrigação da Serc; é uma conveniência a mais que foi disponibilizada, mas pode não ocorrer. Por isso, lembro que o contribuinte deve ficar atento aos prazos, buscar o boleto e não deixar para os últimos dias, para a última hora, porque o sistema pode ficar travado.”
 
 
 
Diário MS

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amar a Deus
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'