Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 12 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Eleitores pode acompanhar gastos de candidatos na internet

6 Jul 2004 - 18h00
Os gastos dos candidatos à prefeito ou à vereador – durante a campanha - poderão ser acompanhados pela comunidade. A novidade é do Tribunal Superior Eleitoral que vai disponibilizar as informações na internet, pelo site do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Nas eleições passadas, os gastos só eram conhecidos depois do período da campanha, quando coligações e partidos têm, obrigatoriamente, até 30 dias para apresentar as contas após o término do turno. De acordo com a assessoria de imprensa do TRE, a apresentação das contas durante a campanha fica à critério de cada candidato. É ele ou a coligação que vai comunicar o TRE sobre os gastos. “Não é uma obrigatoriedade. A nova determinação do TSE pretende criar mecanismos para que o processo eleitoral seja cada vez mais transparente.” Pela internet, os cidadão poderão saber, por exemplo, quanto foi gasto em panfleto, com faixas, com carreatas, etc.
O site do TRE é www.tre-ms.gov.br

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo