Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
quinta, 15 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Eleições municipais dão novo quadro político para o Estado

20 Out 2004 - 17h59
As discussões sobre as mudanças no primeiro escalão do governo do Estado começam a ganhar força na Assembléia Legislativa. As eleições municipais deram novo quadro político e os deputados agora querem participar mais efetivamente, com lugares de destaque nas secretarias.

O deputado Akira Otsubo representa Três Lagoas. E Simone Tebet é a prefeita eleita da cidade. Juntos, os deputados usaram o plenário para uma sessão solene. Homenagem a Banda Marcial, adivinha de que município?

“Três Lagoas”, explicou uma das meninas da banda. Não houve sessão ordinária. A maioria dos deputados ficou pelos corredores. O assunto preferido foi a reforma do secretariado estadual.

PDT, PL e PTB elegeram quase metade dos prefeitos do Estado. Da quantidade de prefeitos eleitos, 37 dos 78 prefeitos. Prestígio que pode se refletir na reforma do secretariado. Hoje, das 13 secretarias estaduais, 11 são ocupadas pelo PT. O PDT tem uma, a de Segurança. A partir de novembro, deve assumir também a Secretaria de Produção. E o PL que já ocupa a pasta da Saúde, está com os pés em uma outra.

“A recém-criada, Juventude, Esporte e Lazer”, afirmou o deputado do PL, Antônio Carlos Arroyo.

O PTB não deixa por menos e quer um lugarzinho ao sol. Cogita-se que o governo ofereceu a Secretaria do Meio-Ambiente. Proposta que não agrada.

“Se for qualquer secretariado, é melhor não assumir nenhuma”, explicou o deputado Akira Otsubo.

No Executivo o governo do Estado confirma as mudanças no primeiro escalão. As definições estão quase fechadas. A assessoria do governo disse hoje a tarde que os partidos que dão sustentação ao Executivo na Assembléia poderão ficar com cinco secretarias. Atualmente, eles têm duas pastas. O quadro que está sendo analisado é este:

O PDT, que tem a Segurança Pública, ganharia também a pasta de Produção e Turismo. O PL, que tem a Saúde ficaria também com a Secretaria da Juventude. A pasta de Meio Ambiente que hoje é do PT, passaria para o PTB. O PT ficaria com Educação, Gestão Pública, Planejamento Ciência e Tecnologia e Cultura.

As pastas da Secretaria de Governo, Receita e Controle, Assistência Social, Infra-Estrutura e Habitação e Desenvolvimento Agrário ficam sob indicação do próprio governador.

E hoje o governador Zeca do PT, em reuniões em Brasília, confirmou que as mudanças visam o projeto de eleições para 2006. Em Brasília o governador se reuniu com os deputados federais do PT. A intenção é provocar a liberação mais rápida de recursos federais que estariam parados nos ministérios.
 
TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore