Menu
SADER_FULL
sexta, 5 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Egito manda prender mais um colaborador de Mubarak por denúncias de corrupção

13 Abr 2011 - 16h19Por Agência Brasil

O ex-presidente da Assembleia Popular do Egito Fathi Sorour, colaborador do governo do
ex-presidente Hosni Mubarak, foi preso hoje (13) e ficará detido por duas semanas. Sorour é alvo de investigações por denúncias de corrupção que cercam vários dos assessores e colaboradores do governo Mubarak.

Antes de ser preso, Sorour foi proibido de deixar o Egito, exatamente como ocorreu com o ex-presidente do Senado Safwat al-Chérif e o ex-chefe de gabinete de Mubarak Zakaria Azmi. Os três são acusados de enriquecimento ilícito. Chérif e Azmi já tinham sido presos.

Preventivamente, por ordem judicial, hoje, Mubarak e dois filhos, Gamal e Alaa, foram presos e ficarão detidos por 15 dias. Eles são acusados de corrupção e de  repressão violenta às revoltas populares.

Ontem (12), Mubarak, de 82 anos, foi hospitalizado, segundo relatos, por ter sofrido problemas cardíacos. A internação do ex-presidente ocorreu no mesmo dia que estava marcada a audiência judicial em que ele prestaria esclarecimentos sobre as acusações de corrupção e violação de direitos humanos. Mubarak nega as denúncias e diz ser alvo de campanha de "difamação".

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
VAMOS PREVENIR
Igreja Adventista vota documento com orientações sobre cultos e reuniões
ALERTA AOS JOVENS
O que está por trás da alta das internações de jovens com covid
BRASIL EM PÂNICO
Brasil tem novo recorde de mortes por covid em 24 horas: 1.910
100 TRÉGUA
Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil
EXECUÇÃO NA MADRUGADA
Dona de bar é degolada e corpo encontrado nos fundos do estabelecimento
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Filho de fazendeiro reclama de dor anal e mãe descobre estupro cometido por funcionário