Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
terça, 13 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Eclipse desta quarta terá quatro horas de duração

27 Out 2004 - 16h15
O eclipse lunar que acontece nesta quarta-feira terá pouco mais de quatro horas de duração. Os primeiros sinais do escurecimento da Lua poderão ser percebidos, segundo os físicos da UFMS, às 20h55.

O eclipse total está previsto para as 23h04 e deverá durar quarenta minutos, depois o fenômeno começa a se dissipar. A sombra da Terra abandonará definitivamente o satélite por volta da 1h04 da madrugada de quinta-feira.

Para acompanhar o fenômeno, o Departamento de Física da UFMS e a Secretaria de Estado de Planejamento e de Ciência e Tecnologia (Seplanct) promovem observação aberta à comunidade em geral no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. O início da atividade acontece às 20h.

Um telescópio com capacidade para aumentar 40 vezes as imagens e captará detalhes do fenômeno que serão exibidos em tempo real para um telão instalado no local. Durante a observação, cientistas da UFMS darão explicações ao público.

Essa aula prática de astronomia é a última atividade da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em MS, encerrada oficialmente no último domingo. Segundo a superintendente de Ciência e Tecnologia da Seplanct, Sônia Maria Jin, a atividade desta noite ajuda a aproximar cientistas e comunidade.

“A observação do eclipse está dentro do que entendemos como atividades que ajudam a popularizar a ciência, que a aproximam das pessoas e ajudam a comunidade a perceber a importância da ciência e da tecnologia para a melhoria da qualidade de vida”, afirmou ela.

Uma característica marcante dos eclipses lunares é que durante o fenômeno a Lua ganha uma leve coloração avermelhada. Em um eclipse lunar total, como o da quarta-feira, a única luz que chega à superfície do satélite é aquela refletida através da atmosfera da Terra.

Diferentemente do eclipse solar – quando a Lua se põe entre a estrela e a Terra –, os eclipses lunares são mais simples de observar. A olho nu ou com um pequeno telescópio, o observador pode notar a mudança de coloração e a passagem da sombra terrestre sobre a superfície da Lua. Recomenda-se que lunetas, binóculos e telescópios sejam colocados em ação para que o eclipse seja observado com maior precisão.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo