Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Dunga espera contar com ex-jogador na comissão da seleção

26 Jul 2006 - 09h33
Em seu primeiro dia como técnico da seleção, Dunga disse na terça-feira que a continuidade do seu trabalho dependerá dos resultados e que seu coordenador será um ex-jogador identificado com o time nacional. O nome não foi revelado.

"Sabemos que, no futebol, sem demagogia, a continuidade do trabalho vai depender do resultado. Confiamos no nosso trabalho para ter essa continuidade. A coisa que menos me preocupa é a duração de contrato", declarou ele, em entrevista na sede da entidade.

Ao anunciar a contratação, a CBF informou que a vinda do ex-jogador tinha como o objetivo as Copas do Mundo de 2010 e 2014. Ele será funcionário da entidade.

Sobre a comissão técnica, o novo treinador disse que só vai anunciá-la na próxima terça-feira quando também divulgará a lista dos jogadores que atuarão no amistoso com a Noruega, no dia 16, em Oslo.

O médico José Luís Runco e o preparador de goleiros Wendell vão permanecer com a seleção. O treinador não quis falar sobre Zagallo. Segundo ele, sua permanência depende do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que ainda não se pronunciou a respeito.

Dunga não quis citar nomes para o papel de coordenador. Questionado sobre o ex-lateral Branco, ele disse ser um bom nome e que tem experiência pois já trabalha na CBF. "Será um ex-jogador que tenha postura e atitude", disse.

O novo técnico afirmou que a maioria dos convocados para a partida com a Noruega deverá ser de jogadores que atuam no Brasil em virtude da dificuldade que terá para chamar atletas da Europa.

"Os jogadores que atuam na Europa estão voltando agora, e a convocação deles poderá ser um risco já que algum deles pode se contundir. E chamar aqueles que participaram da última Copa vai ser complicado porque ainda estão de férias", explicou.

Dunga afirmou que vai procurar o ex-técnico da seleção Carlos Alberto Parreira, além de Zagallo e Luiz Felipe Scolari, para ganhar mais experiência.

"Vamos aproveitar um pouco do que essas pessoas fizeram. Não podemos começar do zero e, sim, com uma boa base."

O capitão do tetracampeonato voltou a dizer que está preparado para a função e que não tem medo das críticas que venha a receber por não ter tido experiência como treinador.

"É um desafio. As oportunidades aparecem. Não ter experiência não quer dizer que não vai dar certo. Treinadores com grande experiência fracassaram e não deixaram de ser bons", afirmou.
 
 
Folha Online

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amar a Deus
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'